Curiosidades Estranhas Sobre a Indonésia

Indonésia E Um Panorama Geral

A Indonésia é um país que possui o nome oficial de “República da Indonésia” e é entendida como o arquipélago – que é um conjunto de ilhas – mais extenso de todo o mundo, sendo localizada entre o sul do continente asiático e o continente australiano. O motivo de a Indonésia ser considerado o maior arquipélago do mundo se dá pelo fato de ser composto por inúmeras ilhas, sendo as principais as Ilhas de Sonda, que são uma espécie de sub arquipélago que fica na Insulíndia, em conjunto com a parte do lado ocidente da Nova Guiné, que é uma ilha que se encontra na parte sudoeste do Oceano Pacífico, totalizando assim, pouco mais de dezessete mil ilhas, ou seja, é um volume muito considerável.

O arquipélago conta com fronteiras terrestres, mas também com fronteiras marítimas, já que são um conjunto de ilhas. Assim, suas fronteiras marítimas são bem amplas, sendo compartilhadas com o Palau, a Malásia, a Singapura, a Austrália, as Filipinas e por fim com Andamão e Nicobar, que são estados / arquipélagos indianos. Já as fronteiras terrestres são mais reduzidas, sendo divididas com a Malásia, na Ilha de Bonéu, com o Timor Leste, na Ilha do Timor e com a Papua Nova Guiné, na Nova Guiné.

Um fato bastante curioso e particular desse país é que por ser um arquipélago localizado entre dois continentes – como já foi citado acima – a Indonésia tem o título de ser um país transcontinental. Outro ponto é que o regime adotado pelo país é o republicano, e dessa forma, os cargos majoritários, como os do poder legislativo e executivo (que no caso, é o presidente) são todos eleitos, assim como aqui no Brasil, pelo Sufrágio Universal, ou seja, esse sufrágio prevê que basicamente todos os cidadãos adultos tem direito ao voto, independente de detalhes como renda, etnia, classe social ou alfabetização.

A indonésia é um país muito importante no que diz respeito a participação em órgãos e instituições de maneira geral, já que ela foi um dos países que mais contribuíram para a fundação da Associação de Nações do Sudeste Asiático, a ASEAN, no qual é membro até os dias de hoje. Além disso, o país ainda faz parte de um grupo conhecido como G20, que tem como objetivo reunir todos os ministros financeiros ou ainda os chefes dos bancos centras das primeiras dezenove melhores e mais bem sucedidas economias mundiais, juntamente com a União Europeia. Tendo isso em mente, é possível compreender o fato de que a economia do país é consideravelmente boa, já que ela é a décima maior do planeta, e a decima quinta maior quando se leva em consideração a paridade do poder de compra.

Jacarta é a cidade que é a capital da Indonésia, e mais do que isso, é também a maior cidade do país. Ela foi fundada pelos Neerlandeses no ano de 1619 e inicialmente possuía o nome de Batávia.

A capital se encontra mais precisamente na ilha de Java, e possui cerca de dez milhões de habitantes, porém, ao se considerar toda a sua região metropolitana, esse número sobe para aproximadamente dezoito milhões.

Além da importância econômica que já foi citada, o arquipélago indonésio ainda oferece outras várias contribuições para o mundo, principalmente no que se diz respeito a vendas e comércio, já que desde o século VI, a Indonésia, que antes era o Império Malaio de Serivijaia, faz importantes atividades comerciais com países como a China e a Índia.

Além disso, outro fator que mostra tamanha importância do país é a sua biodiversidade já que, ainda que a Indonésia seja, de maneira geral, muito populosa e habitada, existem algumas áreas no arquipélago que nunca foram habitadas, o que faz com que se conclua que ainda existem muitas coisas para se descobrir, conhecer e estudar, tanto no aspecto da fauna, quanto no aspecto da flora.

Já a respeito das questões históricas do país, a Indonésia sempre foi muito influenciada e marcada por poderes de estrangeiros, que iam até ao arquipélago majoritariamente em busca de explorar os ricos recursos naturais de lá. Inicialmente a Era Cristã que era a dominante, mas conforme o tempo foi passando, os governantes da lá passaram a absorver quase que inconscientemente os modelos culturais, políticos e até mesmo religiosos de outros locais, e a partir disso outras crenças passaram a compor o país, como o budismos e o hinduísmo.

Como já foi dito, o comércio no país ainda é bastante forte, e isso vem de tempos atrás. Inclusive, foram todos esses movimentos comerciais, principalmente dos comerciantes muçulmanos e árabes, que levaram o país para o Islamismo, que atualmente, é a religião que predomina no arquipélago. O cristianismo foi levado para a Indonésia pelos europeus, porém nos dias de hoje ele não é expressivo lá. Porém, mais do que isso, os europeus também tentaram monopolizar todas as relações do comércio de especiarias com as ilhas Molucas durante o período que os portugueses e os espanhóis tinham como objetivo explorar o planeta a procura de novas rotas, a chamada Era dos Descobrimentos, no século XVII.

Daí em diante a Indonésia lutou para conseguir sua independência, mas isso aconteceu somente depois da Segunda Guerra Mundial, pois até nessa época, ou seja, durante três séculos e meio, o país vivia sob domínio e colonialismo da Holanda. A partir da independência a história do país ainda continuou sendo turbulenta, mas agora, a respeito de outros fatores, como catástrofes naturais, corrupção no governo, movimentos separatistas de cunho brusco, além de severas mudanças na economia.

No aspecto geográfico, como já foi apresentado no início do artigo, a Indonésia é composta por aproximadamente dezessete mil ilhas, mas o que torna muito curioso, é o fato de que somente seis mil delas são de fato habitadas. A Indonésia conta ainda com cerca de dois milhões de quilômetros quadrados de território, dando assim o título de décimo sexto país com maior superfície do planeta. A densidade populacional do país é de mais ou menos cento e trinta habitantes para cada metro quadrado.

Sobre as catástrofes naturais que foram citadas acima, um ponto que chama bastante atenção é que no país é possível encontrar muitos vulcões que ainda estão em atividade, já que a Indonésia se localiza entre as placas tectônicas indo – australiana, euro – asiática e do pacífico e por isso, existem pelo menos cento e cinquenta vulcões ativos nos dias de hoje, sendo os principais o Tambroa e o Krakatoa, que ganharam fama após sofrerem erupções severas no século XIX.

Existem ainda catástrofes naturais mais recentes, como o tsunami e o sismo que ocorreram no ano de 2004 no Oceano Índico, que levou a morte de cerca de cento e setenta pessoas. Há também o sismo de 2006 acontecido na ilha de Java. Ainda que muito perigosos, os vulcões conseguem ainda acarretar alguns pontos positivos, como a contribuição para a boa fertilidade do solo, que é oferecida pela cinza.

Curiosidades Estranhas Sobre a Indonésia

Muitas curiosidades já foram apresentadas ao decorrer desse artigo, sendo possível observar muitas coisas bastante diferentes do que podemos ver no nosso país, porém, existem ainda outras curiosidades que serão apresentadas a seguir.

Como o hinduísmo é uma região bastante presente no arquipélago, os elefantes da Indonésia são considerados sagrados, já que um dos deuses mais importantes dessa religião é representado por esse animal. Existe até mesmo um parque localizado na ilha de Bali onde é possível observar e até mesmo interagir com mais de trinta elefantes.

Ainda falando sobre a religião hindu, os velórios na Indonésia também são bastante diferentes do que estamos acostumados, já que lá a morte é comemorada como um nascimento para uma outra vida. Por isso, lá sempre são preparadas festas alegres e coloridas de comemoração.

As comidas típicas da Indonésia também são bastante curiosas e que valem a pena experimentar, sendo as principais: Gung Penang, Rendang, Gado – Gado, Satay, entre outras.

Esses são alguns pontos indonésios que podem ser considerados diferentes e curiosos, mas vale ressaltar que isso não significa que alguma cultura é melhor que a outra, mas sim, que essas são coisas com as quais não estamos totalmente acostumados.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Turismo

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.