Deus do Hinduismo

O Hinduismo é uma das religiões mais antigas e interessantes do mundo, pois ela é baseada em todos os valores ou crenças, em filosofias de diferentes culturas e de povos distintos com costumes e tradições de raças diferentes. Diante de todo esse complexo, fica difícil identificar o Deus do Hinduismo, pois que, historicamente sabemos que o Hinduismo, não tem um fundador, tem seus seguidores. Maomé fundou o Islamismo e Buda, o Budismo, mas o Hinduismo, cujas primeiras manifestações registraram-se a cerca de três mil anos antes de Cristo, quando na Índia habitavam povos que cultuavam uma espécie de monoteísmo, como o pai do universo, para logo a seguir, os drávidas, na mesma Índia, praticarem uma filosofia religiosa de louvor à natureza, com o principio da não violência.

Deus do Hinduismo

Deus do Hinduismo

É bom salientar que hoje os governos investem milhões em programas de controle do meio ambiente, quando já naquela época isto era pensamento filosófico religioso a indicar o respeito à natureza. O Deus do Hinduismo, em sua primeira fase, parece, por suas manifestações, centrado na força da natureza. O Hinduismo Védico como ficou conhecido em sua primeira fase, no entanto, teve o culto aos seus Deuses, como a Dyaus, o Deus do céu, considerado o Deus supremo e doador das chuvas e da fertilidade. Sorya, o Deus Sol, Chanda a Deusa Lua e Heus, a Deusa Aurora.

Shiva, Deus do Hinduismo

Shiva, Deus do Hinduismo

Numa segunda fase o Deus do Hinduismo, com o fim do predomínio dos Vedas, na Região onde hoje se localiza o Paquistão, passou a dominar a idéia do Deus Brahma, como divindade que simboliza a alma universal da força criadora e mais dois deuses menores: Vishnu, o Preservador e Shiva, o Destruidor. Nessa quase mitológica cultura religiosa, a sucessão dos deuses e de castas que compõem as atividades sacerdotais e seus rituais, acabam gerando uma gama de componentes e de idéias complexas em relação a alma humana e ao próprio universo. Nesta altura dos acontecimentos, a idéia de como é o Deus do Hinduismo fica mais clara. O Hinduismo admite, por exemplo, a transmigração da alma e a reencarnação, paradiguimas do Kardecismo, uma das religiões mais modernas, o que outras religiões não admitem.

Ganisha

Ganisha

A partir do Século XII, com a invasão dos muçulmanos à Índia, o termo hindu passou a ter uma conotação diferente e religiosa, tornando-se o sinônimo de nativo da Índia, não convertido ao Islamismo. Para os indianos Hinduístas, não foi difícil receber e absorver os novos elementos da cultura muçulmana, pois no fundo a sua filosofia é a da pureza e do crescimento como ser espiritual e não do conservacionismo de rituais místicos que se perpetuam sem evolução na maioria das crenças religiosas. Uma resposta difícil de dar é sempre sobre a origem das coisas, como por exemplo: quem é o Deus do Hinduismo, uma religião tão aberta e receptiva às idéias religiosas de outras culturas. Talvez o Deus do Hinduismo ainda não tenha sido encontrado, como ainda não foi encontrado o Deus cristão da América ou de qulquer outro lugar de todas as religiões, pois que, a humanidade, na sua maioria, busca a riqueza material, deixando de lado o bem maior que é a riqueza espiritual traduzida pelo amor fraterno e a prática da caridade.


Categoria(s) do artigo:
Religião

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário