Curiosidades Sobre o Inferno

Quase todas as religiões do mundo possuem explicações que se relacionam com a presença do inferno. Representa local no qual a grande parte dos membros da fé não quer chegar quando morrer. Em termos práticos as pessoas seguem ao inferno quando possuem vidas pecaminosas ou em consequência de acordos que são realizados com o próprio demônio.

Curiosidades Sobre o Inferno

Curiosidades Sobre o Inferno

Morada dos Mortos: Inferno na Mitologia Grega

Representa local no qual acontece a morada para parte dos mortos. Vale ressaltar que de acordo com a religião tem o costume de trazer traços que se relacionam de forma direta com o aumento do sofrer. As pessoas seguem ao inferno como ato de condenação e ficam na região até que o espírito seja purificado ou abençoado para seguir ao paraíso.  Inferno também está presente na mitologia.

Na Odisseia, em determinado momento do conto, Odisseu teve que seguir ao inferno de Hades no sentido de encontrar explicações que se relacionam com a volta para a terra natal depois das batalhas em Troia e durante a guerra que traçava com Poseidon. Sob a ótica mitológica o dono do inferno também tem a patente de ser um deus que está suscetível às ordens de Zeus, o líder do panteão.

Inferno: Fé Católica

Ao levar em conta a fé católica o inferno foi construído depois que o arcanjo Lucas sentiu inveja de Deus e por consequência foi expulso do paraíso. O anjo não ficou com os braços cruzados e por consequência criou o próprio local de adoração, junto com bestas que fazem parte das principais criaturas que estão compostas no solo infernal. Por vezes os representantes de Satanás, ou Lucas, seguem para a Terra como espécie de tormenta aos anseios dos homens.

Do ponto de vista teórico e ao levar em conta as crenças dos adoradores do demônio se pode considerar Lucas como espécie de pioneiro que não se sujeitou a ficar suscetível aos ideais de Deus e por consequência começou a colocar em cheque as palavras divinas, momento no qual começou a primeira luta que levou em conta a defesa por liberdade de expressão.

Por consequência existem pessoas que por razões inexplicáveis ficam possuídas por demônios, fato que demanda do exorcismo para que a pessoa seja salva e por consequência a criatura retorne ao inferno. Ao levar em conta as palavras e profecias bíblicas é interessante notar que os diversos locais negativos que se relacionam com a morada do diabo representa o mesmo local.

Jesus quando esteve no deserto e prestes a ser traído por Judas Iscariotes teve tempo de reflexão no qual aconteceu uma luta contra o próprio diabo que oferecia vida eterna e reinos em troca da mudança de fé de Cristo que com o máximo de força não caiu no conto demoníaco por saber que no final Satanás ganhar em qualquer tipo de acordo. Católicos que lutam não apenas para conquistar vaga no paraíso como também a evitar seguir ao mundo infernal precisa seguir os dez mandamentos que foram profetizados de Deus para Moisés e ao mesmo tempo evitar fazer qualquer um dos sete pecados capitais.

Visão Geral Sobre o Inferno

Com o tempo e desenvolvimento de diversos tipos de fé também surgiram explicações distintas ao que se refere à presença do mundo inferna que em grande parte dos casos consiste no local em que os homens e as mulheres que deixaram os códigos morais e éticos de lado para viver vidas pecaminosas. Pessoas que fazem sofrer no mundo material possuem chances de sofrer por mil vezes o que causou depois de acontecer à própria morte.

Fogo de Inferno

Existem histórias bíblicas nos quais personagens sofrem ao extremo na vida real que procurar refúgio no inferno para acalmar as próprias dores, fato que faz teóricos duvidares sobre se o inferno representa local ruim ou bom para viver. Por outro lado, Messias quando esteve na Terra indicou que pessoas presentes em solo infernal suplicavam a Deus para que enviassem representantes de Abraão no sentido de tocar com a língua molhada e fornecer o mínimo de água ao levar em conta a carência do recurso no local que existia apenas fogo, fumaça e poluição.

As palavras encontradas nos versículos de Lucas indicam parábola ao levar em conta que uma gota de água não possui a capacidade de diminuir as dores das pessoas que se encontram em chamas. Interessante notar que em grande parte dos casos o inferno representa local inerente ao fogo – seja no inferno de Hades ou no campo infernal que se relacionam com a fé cristã.

Ao levar em conta o sentido literal da relação o fogo se encontra presença porque se relaciona de forma prática com o ato de destruir. Quando as pessoas se queimam, logo sente dor intensa e por esse motivo existe a explicação para a presença de rios de fogo dentro do inferno.

Com Medo do Inferno: Destino Final

Existem pensadores de religiões que possuem a crença de que todos os que morrem precisam seguir ao inferno antes de conquistar a vaga no paraíso. Ao levar em conta as histórias que se relacionam com o inferno de Hades o ideal entra em convergência, visto que gregos precisavam conversar o se entender com o deus antes de seguir ao local com melhores perspectivas no pós-vida.

Ao levar com conta a história de Jesus de acordo com grande parte das religiões que possuem a presença do personagem bíblico como indispensável na fé o mesmo esteve presente no inferno diversas vezes antes de entrar ao reino de Deus, seja durante a trajetória no deserto ou nos dias que existiram entre a morte e ressureição. Os evangelhos indicam que o Messias não foi esquecido no território infernal. Ao contrário, com o resgate divino conseguiu a glória da purificação e caminho ao paraíso quando ressuscitou no terceiro dia.

Existem religiões ocultistas que como forma inicial de formar novos alunos e membros da fé fazem o ritual no qual as pessoas seguem ao inferno até conseguir enxergar a luz e fazer o caminho para a vida dos vivos. Quem não cultua a fé tem a consideração de morto, mesmo estando vivo de forma literal e no globo terrestre.

Artigo Escrito por Renato Duarte Plantier

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário