Ataques Terroristas nos Estados Unidos

A comum definição de terrorismo é a utilização sistemática ou ameaçado uso da violência para intimidar a população ou o governo. O efeito político, religioso ou ideológico da mudança pode ser a motivação. Poucas nações do mundo possuem tantos registros de ataques do gênero como os Estados Unidos da América.

1800-1899: Ataques Terroristas nos Estados Unidos

07 de novembro de 1837: A multidão pró-escravidão mata o abolicionista Elijah P. Lovejoy, editor do Observer Alton;

14 de abril de 1865: Assassinato Abraham Lincoln. Parte da conspiração estava apoiada por confederados apoiantes como John Wilkes Booth, Lewis Powell e George Atzerodt para assassinar o presidente Lincoln, o vice-presidente Andrew Johnson e o secretário de Estado, William Seward, em Washington, DC. O objetivo do grupo era criar caos com o objetivo de derrubar o Governo Federal.

Booth conseguiu assassinar Lincoln no Teatro Ford, Seward sobreviveu das inúmeras facadas de Powell, Johnson se livrou! Booth foi morto por soldados. Oito conspiradores foram julgados e condenados pelo papel na conspiração por um tribunal militar. Quatro réus executados, incluindo Mary Surratt, a primeira mulher a ser enforcada pelo governo norte-americano em toda a história do país.

04 de maio de 1886: Caso Haymarket. No Haymarket Square, em Chicago, desconhecidos detonaram uma bomba durante reunião de trabalho, matando um policial e levando a força policial a abrir fogo. Na confusão, número indeterminado de civis e mais sete policiais foram mortos.

Ataques Terroristas nos Estados Unidos: 1900-1959

06 de setembro 1901: O presidente William McKinley foi assassinado pelo anarquista russo-polonês, Leon Czolgosz, em Buffalo, Nova York;

01 de outubro de 1910: O bombardeio em Los Angeles matou 21 trabalhadores. A bomba foi colocada devido à oposição do papel para a sindicalização dos empregados. Os irmãos McNamara foram considerados culpados.

30 de maio de 1915: Agentes alemães explodiram uma barcaça transportando 15 toneladas de pólvora refinada para fora de Harbor Island, Seattle, Washington.

02 de julho de 1915: Frank Holt (também conhecido como Eric Muenter) foi o professor alemão que queria parar o apoio dos Aliados na Primeira Guerra Mundial. Uma bomba explodiu na sala de recepção do Senado dos EUA.

Na manhã seguinte ele tentou assassinar JP Morgan Jr., filho do financista cuja empresa atuou como principal agente de compras da Grã-Bretanha aos Estados Unidos para munições e outros materiais de guerra. Cometeu suicídio na prisão em 07 de julho.

30 de julho de 1916: Explosão em Jersey City, New Jersey, como ato de sabotagem em suprimentos de munição americanos por agentes alemães para evitar que o material fosse usado pelos Aliados na Primeira Guerra Mundial I.

24 de novembro 1917: Bomba explode na delegacia de polícia em Milwaukee e mata nove policiais e um civil. Eram suspeitos anarquistas!

18 de maio 1927: Desastre na Escola Bath. Os atentados mataram 45 pessoas e feriram 58. A maioria das vítimas era crianças do segundo ao sexto anos (7-12 anos de idade) que frequentavam Bath School. As mortes constituem no pior ato de assassinato em massa dentro de escola na história dos EUA. O autor foi membro do conselho escolar, Andrew Kehoe.

10 de outubro de 1933: Boeing 247 foi destruído em pleno voo sobre Indiana por uma bomba de nitroglicerina. Todas as sete pessoas a bordo morreram. Este incidente é o primeiro caso comprovado de sabotagem na história da aviação. A identidade do autor e sua justificativa para o ataque são desconhecidas.

1951: Wave of Hate. Ataques terroristas na Flórida. Afrodescendentes são arrastados e espancados até a morte, 11 bombas destruíram sinagogas e uma escola judaica em Miami.

no images were found

21 de novembro de 1970: O bombardeio da Prefeitura de Portland, Oregon, em uma tentativa de destruir os laboratórios. A explosão apagou as portas de construção, danificou a sala do conselho e estourou janelas para mais de um quarteirão de distância. O zelador ficou ferido na explosão. O crime permanece sem solução!

Verão 1974: Bombas no Terminal do Aeroporto Internacional de Los Angeles mataram três pessoas e feriram oito. Os autores também bombardearam as casas de um juiz e dois comissários de polícia, bem como dos carros do Comissário. Queimaram dois prédios da Marina Del Rey e ameaçaram Los Angeles com um ataque com gás.

1975: Uma bomba explodiu no prédio Fraunces Tavern em 24 de janeiro de 1975, matando quatro pessoas e ferindo outras cinquenta. Grupo de Puerto Rico assumiu a autoria. Porém, ninguém nunca foi processado pelo atentado.

11 de setembro de 1976: Terroristas croatas sequestraram avião da TWA. Um policial foi morto e três feridos durante a tentativa de desarmar a bomba que continha os comunicados em Nova York. Zvonko Bušić que serviu 32 anos na prisão pelo ataque foi liberado e voltou para a Croácia como herói, em julho de 2008.

no images were found

03 de junho de 1980: Bombardeio da Estátua da Liberdade. Às 07h30, com uma hora de atraso, o dispositivo foi acionado, após o horário comercial, não ferindo ninguém, mas causando 18 mil dólares em danos e destruindo diversas exposições. A sala principal foi isolada. Investigadores do FBI acreditam que os criminosos eram terroristas croatas que buscavam a independência.

11 de Setembro de 2001: Ataques realizados pela Al-Qaeda (conforme a versão oficial). Mataram cerca de 3.000 civis. Realizados por fundamentalistas islâmicos que usaram aviões comerciais sequestrados para danificar as Torres Gêmeas do World Trade Center, em última análise, destruindo ambos os arranha-céus de 110 andares. O Pentágono, perto de Washington, DC, também foi danificado.

15 de abril de 2013: Ataque da Maratona de Boston. Duas bombas detonadas dentro de segundos perto da linha de chegada matou três pessoas e feriu mais de quase duzentas.

No final da noite de 18 de abril, em Cambridge, Massachusetts, um policial foi baleado e morto enquanto estava sentado na sua viatura. Dois suspeitos fugiram para Watertown, Massachusetts.

A grande perseguição policial seguiu, resultando em um tiroteio. Policial de trânsito de Boston ficou gravemente ferido e o suspeito Tamerlan Tsarnaev, um imigrante russo- checheno, foi morto.

O segundo suspeito, o irmão Tsarnaev, escapou, mas foi capturado logo depois de pouco tempo. Indiciado por acusações federais por terrorismo no leito do hospital em 22 de abril de 2013. Questionamentos preliminares indicaram que eles foram motivados por extremismo islâmico e não tinham vínculos com organizações terroristas.

Artigo Escrito por Renato Duarte Plantier

no images were found

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Acidentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário