Como a Camisinha é Fabricada

Importância da Camisinha

Como a Camisinha é Fabricada

Como a Camisinha é Fabricada

A camisinha é um acessório indispensável hoje em dia. Além de prevenir uma gravidez indesejada ainda evita que a pessoa contraia doenças sexualmente transmissíveis. Para que a camisinha possa ser tão eficiente ela deve passar por um processo de fabricação que a torne resistente e elástica.

O segredo dos fabricantes para que isso aconteça é a vulcanização, reação química que torna a borracha mais resistente sem interferir em sua elasticidade. Essa técnica de vulcanização é usada para confeccionar solas de sapato, pneus e até bolinhas de tênis, ou qualquer outro material que precise de uma resistência maior.

A principal diferença no processo de fabricação da camisinha é que ele deve contar com uma série de testes de segurança para atestar a qualidade do produto tanto em sua função de evitar doenças e uma gravidez indesejada quanto a composição química para que não cause alergias e irritações.

Processo de Fabricação da Camisinha

Látex

Látex

O látex usado na confecção das camisinhas é filtrado até que fique com 60% de borracha, duas vezes a porcentagem original. O restante da composição é basicamente água.

Apesar de ter o dobro de borracha e ser mais elástico do que o normal, o látex que chega à fábrica ainda precisa ser mais resistente. A vulcanização lhe confere mais resistência adicionando enxofre e outras substâncias químicas no látex. Depois essa mistura é aquecida a altas temperaturas.

A substância resultante do processo de vulcanização é submetida ao tanque de imersão, em que moldes de vidro vão lhe conferir seu formato. Os moldes seguem para uma estufa para que sequem. Depois o molde vai passar por outra imersão e depois segue para outra estufa.

A Camisinha

Sobre

Sobre

A camisinha já está basicamente pronta, e segue para a linha de montagem para receber o acabamento e ser embalada. Nesta etapa uma escova forma a bainha do preservativo e o preparam para a última secagem que retira o restante a água e endurece a borracha.

O acabamento fica por conta da lixiviação, onde o molde é mergulhado dentro de um tanque com substâncias químicas que vão eliminar partículas que possam causar alergia. O preservativo finalmente é retirado do molde e vai para uma esteira, onde ele passa por uma lavagem, depois toma um banho de talco, amido de milho ou sílica para que não fique grudento.

O preservativo é seco novamente e vai para os testes de qualidade obrigatórios e regulamentados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Todos os preservativos passam pelo teste onde uma corrente elétrica é aplicada e se a energia não correr pelo material a camisinha é aprovada, pois não contem furos.

Algumas camisinhas seguem para outras baterias de testes, que podem ser de insuflação de ar ou de liquido para medir o limite de volume e pressão. Depois disso a camisinha é enrolada, recebe uma gota de lubrificante e é embalada.

Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>