Suores Frios Noturnos

Em um momento ou outro, a maioria das pessoas tem acordado com lençóis ou travesseiros molhados, como resultado da transpiração. Em alguns casos, isso é normal e pouco frequente. Às vezes, as causas de suores frios à noite são muito mais graves – o resultado de condições, infecções ou até mesmo doenças. Principais Causas dos Suores Antes de tornar as glândulas sudoríparas hiperativas durante a noite como algo a ser levado a sério, você deve excluir as causas óbvias. Febre à noite é uma causa óbvia de suores frios. Se não um isolamento excessivo de roupas ou cobertores, pode ser uma outra razão.

Suores Frios Noturnos

Suores Frios Noturnos

Outra causa óbvia de suores frios à noite é o estresse e a ansiedade, que pode produzir hormônios que aumentam a transpiração. A enxaqueca e os alimentos picantes ingeridos antes de dormir também são causas de suores frios à noite que não devem causar preocupação indevida. A sudorese noturna é um efeito colateral comum de medicamentos como drogas que combatem a febre, antidepressivos e outras drogas psiquiátricas. Remédios como a aspirina e o paracetamol são tipicamente responsáveis. Outras drogas que causam suores frios como efeitos colaterais mais comuns são sildenafil (Viagra), niacina, cortisona, hidralazina e tamoxifeno.

Suores Frios Noturnos

Suores Frios Noturnos

Causas menos frequentes dos suores noturnos Uma vez que as causas da transpiração noturna não são fatores menores, como a temperatura, dieta, medicamentos, ou o estresse e a ansiedade, outros culpados estão envolvidos. Em casos raros, os suores frios à noite são um sintoma da hiperidrose idiopática – uma condição em que o corpo transpira excessivamente sem nenhuma causa médica identificável. Os distúrbios psicológicos que afetam o equilíbrio hormonal pode precipitar suores frios à noite.

Suores Frios Noturnos

Suores Frios Noturnos

Um exemplo de um distúrbio psicológico que provoca sudorese noturna é o “transtorno de pesadelo.” Esse distúrbio aumenta a adrenalina no corpo, o que abre as glândulas sudoríparas. Os diabéticos também podem sofrer de suores frios, porque ao tomar a insulina e outros medicamentos, pode levar a pressão arterial baixa. Condições neurológicas que afetam a circulação do sangue como o acidente vascular cerebral e a disreflexia autonômica, por exemplo, também podem ser responsáveis pela transpiração noturna. Também podem ser sintomas de vírus e infecções. O vírus influenza e o da tuberculose são suspeitos de disparar a condição. Além disso, infecções bacterianas são possíveis razões. Essas inflamações são a endocardite, que é a inflamação das válvulas cardíacas; a osteomielite, a inflamação dentro dos ossos e também os abscessos. Ainda mais sério, podem ser um sintoma precoce de infecções por HIV, câncer principalmente linfomas e vasos sanguíneos rompidos. Enquanto suores frios durante a noite podem resultar de mudanças de hormônios que afetam as condições do organismo, às vezes eles são sintomas de doenças graves como diabetes, infecções, de HIV, ou de distúrbios como a síndrome carcinóide. Se a transpiração noturna é freqüente, especialmente quando as causas óbvias são eliminadas, você deve procurar aconselhamento médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>