Carrinho de Rolimã

Quem nunca teve um desses na infância?

Há alguns anos atrás a moda era brincar de carrinho de rolimã. O que era o sonho da garotada era o terror das mães, que tinham medo de que os filhos se machucassem com aquele brinquedo nada confiável.

Um Sonho

Mas o que é o que é carrinho de rolimã? Hoje em dia muitas crianças não sabem nem o que é este brinquedo. A maioria delas nunca brincou de corrida de carrinhos, algumas porque não tinham o brinquedo, e outras porque o movimento das ruas foi crescendo e impedindo que as crianças brincassem deste modo.

Como fazer um carrinho de rolimã

O carrinho de rolimã tem esse nome porque era um carrinho de “rolamento”, ou seja, um carrinho que rolava com o auxílio de rodinhas em uma espécie de tábua.

A maioria dos carrinhos de rolimã é construída com madeira, e são equipados com rolamentos feitos com aço. É bem simples de fazer e uma criança já é capaz de construir um, utilizando ferramentas tais como martelo e um serrote. Como são ferramentas perigosas, o aconselhável é que os adultos não permitam que as crianças tentem construir um carrinho.

Simples

Um carrinho pode conter de dois a quatro rolamentos, que não precisam ser novos: é possível fazer com rolimãs usados e dados por mecânicas. Outro item importante no carrinho é o controle frontal, um eixo colocado o carrinho para que a criança possa controlar a direção em que ele desce.

O carrinho pode ser dotado até de freio, que geralmente é um pedaço de madeira que é arrastado pelo chão aumentando o atrito do carrinho e diminuindo sua velocidade.

Outros tipos de carrinhos de rolimã

Esta brincadeira não é popular apenas no Brasil, e diversos outros países possuem brinquedos semelhantes.
Os Estados Unidos, por exemplo, possui uma espécie de carrinho semelhante, mas que não usa rolamentos dispensados em mecânicas de automóveis e sim rodinhas que são encaixadas em uma estrutura mais complexa. Este modelo é chamado de Soapbox.

Modelos

Já a garotada australiana possui o Billy Carts, basicamente parecido com o modelo que usamos no Brasil.
Embora existam diferenças de um lugar para outro, todos os carrinhos se destacam pelo fato de não possuírem motor.

Para garantir a segurança dos carrinhos e evitar machucados, algumas pessoas começaram a colocar borracha ao redor de algumas partes do carrinho, em especial locais que continham metais. No caso de acidentes, a borracha evita cortes.

Para tornar o freio mais eficiente existem fórmulas que levam em consideração a distância do braço da pessoa até o freio e a distância do ponto do freio até o chão.O tamanho do rolamento também determina a velocidade que o carrinho atingirá durante a descida.
Neto

2 comentários

  1. Eu so te aconselho a nao colocar oleo nos rolimãs,porque junta muita sujeira.Coloque desimgripante,e tipo uma latinha de spray.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>