Tecnologia nas Escolas

Muito se tem discutido nos últimos anos sobre investir em novas mídias e tecnologias nas escolas para melhorar o aprendizado estudantil. No entanto, cabe a pergunta: esse investimento de fato acontece nas escolas – principalmente as estaduais? E, se acontecem, estão os professores realmente capacitados para aproveitar melhor o rendimento dos alunos? Pelos índices do IDEB – Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico – parece que nem um nem outro acontecem. Infelizmente a discussão encontra-se anos-luzes distante da prática letiva.

Tecnologia nas Escolas

Tecnologia nas Escolas

Muitas são as escolas estaduais que não contam com a estrutura mínima para um bom estudo, como salas equipadas com lousa branca, aparelhos de som e telões para vídeos. Comprovado está que os alunos que têm acesso aos mais variados tipos de mídia e, claro, devidamente orientados pelos professores a tirarem o melhor proveito da ferramenta, apresentam melhores resultados em suas avaliações. Os jovens em geral que cresceram junto com a evolução tecnológica, têm uma facilidade muito maior de apreender conteúdos que lhes sejam passados através do visual, do dinâmico, do sonoro e principalmente, do interativo, pois são frutos dessa vivência, através de seus celulares, blogs, twitters, e etc. Cabe a sociedade mover-se no sentido de transformar o diálogo em prática para todos os jovens de todas as escolas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>