Site de Namoro

Muitas pessoas sonham em encontrar alguém que possa completar a sua vida. Seja como um companheiro, um namorado, marido, enfim. Uma pessoa que possa acompanhar pela, talvez, vida inteira, na qual possam trocar confidências, viver os períodos felizes e /ou tristes que um casal sempre passa, entre outros momentos.

E, atualmente, com o despertar da era da tecnologia, o processo de encontrar uma pessoa para dividir os seus desejos mais íntimos ficou ainda mais fácil: com a internet e as diversas redes sociais, muitos são os grupos de papo onde a missão de encontrar aquela pessoa certa, ou seja, a metade da laranja, ficou ainda mais legal.

Muitos dizem que os sites de relacionamento são direcionados para aquelas pessoas que não conseguem exprimir as suas primeiras impressões ao vivo, o fazendo por meio de textos e “pavimentando” um caminho para chegar até o outro mais facilmente. Isso não é muita verdade, visto que esses sites também podem promover um verdadeiro intercâmbio cultural, já que uma pessoa que esteja em Minas Gerais pode trocar mensagens com outra que esteja no Pará, e isso vale também para sites de relacionamento internacional.

Hoje, o tema do artigo será justamente esse, sobre alguns dos mais famosos sites e apps de relacionamento que viraram febre entre os brasileiros, além de algumas informações bastante interessantes sobre eles.

Alguns Famosos Sites / Apps de Namoro Atuais

Alguns desses sites que serão mostrados a seguir permitem que as pessoas possam, inclusive, bater papo ao vivo, por meio de videoconferência. Por meio dessa facilidade, você pode conhecer ainda mais sobre a pessoa que você possa estar interessado.

Bate Papo UOL

Criado em 1996, o Universo Online, ou UOL, é um dos portais de internet mais antigos do Brasil, e, também, um dos mais visitados: 5,7 milhões de pessoas visitam o site diariamente, e, também, mais de 6,7 bilhões de visualizações em suas milhares de páginas são feitas mensalmente.

Dentre os vários portais lançados pela UOL nesses anos, um se destacou pelo motivo de ser uma das primeiras “redes sociais” criadas para que a internet tivesse uma ressignificação, que era a de aproximar os povos. Disso, surgiu o Bate Papo UOL, um portal de chat que possui milhares de salas de conversação, sobre os mais variados assuntos. Apesar dessa grande variação de assuntos, as salas que mais fazem sucesso são as de paquera, sexo e namoro.

As salas são dispostas desse modo: você escolhe o seu tema favorito, vê as salas disponíveis e escolhe uma para entrar. Antes de entrar, você adiciona um nick próprio, e depois, faz a verificação de segurança. Ao entrar na sala, estarão várias outras pessoas, e para conversar com elas, basta clicar sobre o seu nick e iniciar um bate papo. Você pode optar por deixar esse papo “reservado” ou público para o restante dos membros da sala. Caso queira conversar em uma sala reservada, onde você possa usar a web cam, é só selecionar o símbolo que fica ao lado do nick da pessoa que você quer conversar, que ela vai receber um convite para ir para “o reservado”.

Nos anos 2000, esse portal era uma das febres do brasileiro, principalmente dos jovens, onde eles encontravam de tudo. Ultimamente, com a ascensão de aplicativos como o Tinder, essa audiência caiu um pouco, mas nada que atrapalhe a relevância desse que é um dos portais pioneiros no Brasil.

Tinder

O primeiro aplicativo da lista, o Tinder foi criado em 2012, com o propósito de juntar pessoas confrontando informações de perfis que a pessoa possa manter no Facebook ou Spotify, por exemplo, e, com isso, criar uma lista de pessoas que possam ser interessantes a um determinado perfil.

Nos primeiros anos, o Tinder teve uma tímida aceitação em celulares que possuíam os sistemas operacionais Android (do Google) ou iOS (da Apple), e, a partir de 2015, ele passou a fazer sucesso absoluto, sendo um dos principais aplicativos de namoro da atualidade.

O funcionamento do Tinder consiste em ver uma lista de pessoas que, segundo as preferências do perfil, podem ser interessantes ou não, dependendo, ainda, da distância selecionada pela pessoa. Se a pessoa não gostar de outra, basta deslizar a sua foto par a esquerda; se gostou, deslize para a direita. O encontro entre essas pessoas se dá quando ambas se “curtem” na rede social; quando isso acontece, o Tinder avisa sobre o “match”, e, a partir daí, as duas pessoas podem conversar.

Em 2014, por exemplo, o Tinder alcançou a marca de 100 milhões de usuários, sendo que, 10% disso eram compostos por brasileiros.

Tamanho o sucesso do app que o Tinder criou, há pouco tempo, o Tinder Select, uma variação do app composta somente por pessoas ricas, CEO’s de companhias, modelos e outros famosos. Obviamente, pessoas comuns não podem entrar (somente aquelas que forem consideradas muito bonitas).

Grindr

Esse é mais um aplicativo de paquera e relacionamento, mas voltado ao público gay. Foi criado em 2008, por Joel Simkhal, que percebia a necessidade de criação de um aplicativo que pudesse contemplar a comunidade LGBT, que, desde vários séculos, vem lutando por reconhecimento.

O uso do aplicativo foi um sucesso, tendo vários participantes por todo o planeta. No app, é proibido a divulgação de imagens eróticas ou nudez, que pode penalizar o usuário temporariamente ou, até mesmo, excluir o seu perfil da rede social.

Apesar de o Tinder ter uma opção de procura dependendo da orientação sexual do seu usuário, o Grindr é a opção número 1 para os Gays, por considerarem que tal app é mais confortável e acolhedor.

Cuidados

Como toda rede social, é necessário que as pessoas tomem certos cuidados para que não se desapontem ou corram perigo. Nunca compartilhe informações confidenciais por meio desses aplicativos, e desconfiem de propostas “inacreditáveis” ou “incríveis”. São inúmeros os relatos de pessoas que, após utilizarem tais apps, acabarem sendo prejudicas financeira e psicologicamente por conta de encontros malsucedidos, e até mesmo, por conta de crimes ocorridos durante os encontros, como estupros. Por isso, é sempre bom manter uma certa cautela ao se relacionar nesses aplicativos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Internet

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário