Transtornos Mentais Estranhos

Há anos que médicos e cientistas estudam o funcionamento da mente humana. Nomes importantes como Sigmund Freud e Carl Gustav Jung conseguiram desvendar alguns mistérios, mas é verdade, que se tem muito a descobrir. A mente humana parece uma caixinha de surpresas e alguns “segredos” estão tão bem guardados, que por mais que a ciência evolua ainda não descobriu.

Tantas doenças que envolvem a mente humana ainda são mistério para médicos e cientistas, por exemplo, a psicopatia. A mente de um psicopata ainda desafia a ciência. Psicólogos, psiquiatras e psicanalistas buscam encontrar razões, explicações e principalmente a cura para tantos problemas que afetam a mente humana.

Se alguém com um distúrbio mental não é considerado louco e muito menos são, em que tipo de classificação é possível enquadrá-lo? São essas as respostas que faltam para tantos problemas mentais.

Algumas doenças são mais comuns e mais discutidas, outras nem tanto, existe aquelas que são consideradas “estranhas” ou se preferir “bizarras”. A verdade é que a mente humana pode nos revelar ser ainda  mais complexa do que parece.

Veja Alguns Dos Transtornos Mentais Que São Considerados Estranhos!

  1. Paramnésia reduplicativa: é um tipo de doença mental não tão comum como as outras que ouvimos falar com mais frequência, como a psicopatia, mas afeta muitas pessoas no mundo inteiro. Um paciente que sofre de paramnésia reduplicativa tem a “capacidade” de acreditar que um lugar foi duplicado e que ele pode estar em dois pontos diferentes. Por exemplo: uma pessoa com esse distúrbio é internado em uma clínica no Rio de Janeiro e sabe que está naquela cidade, mas em um determinado momento, afirma estar internado em outro hospital, em São Paulo. Ele tem a capacidade de descrever a segunda clínica como se existisse.

    Paramnésia reduplicativa

    Paramnésia reduplicativa

  2. Delírio de Cotard: quando uma pessoa apresenta esse tipo de transtorno mental, considerado muito estranho, ela pode chegar a dois extremos: acreditar que é imortal e pode se colocar em risco para provar que está falando a verdade ou afirmar que morreu e que está apodrecendo, dando detalhes do túmulo, da perda de sangue, falando dos órgãos que deixaram de funcionar.

    Delírio de Cotard

    Delírio de Cotard

  3. Delírio de Capgras: esse transtorno mental é pra lá de estranho, num primeiro momento pode até parecer uma brincadeira de mau gosto, imitação de uma das tantas comédias americanas. O paciente que sofre dessa doença acredita que uma pessoa próxima, pode ser marido ou esposa ou outro parente, foi substituído por um sósia. Isso mesmo, o paciente diz que aquela não é a sua esposa, mas uma mulher idêntica que tenta enganá-lo se fazendo passar pela companheira.http://www.youtube.com/watch?v=v8vYXFlmk_A
  4. Delírio de Fregoli: os transtornos mentais, às vezes, são tão confusos, que a mesma situação pode acontecer no sentido contrário. No caso do delírio fregoli é exatamente oposto ao de capgras. Neste caso, quem sofre com esse transtorno mental pensa que um estranho é alguém que ele conhece muito bem, porém, preferiu mudar a aparência para enganá-lo. O que significa que em uma crise, o paciente pode apontar qualquer pessoa na rua e falar que é um parente e acusá-lo de estar tentando se esconder.
  5. Síndrome de Jerusalém: É um conjunto  de transtornos mentais estranhos. O nome Jerusalém não é por acaso. Não tem a ver com a religião do paciente, qualquer um pode sofrer com o problema que é caracterizado por diversas obsessões que tem a ver com a cidade de Jerusalém.
  6. Síndrome de Stendhal: É uma doença psicossomática, isto é, quem sofre do problema começa a sentir uma série de sintomas de outras doenças, como confusão mental, taquicardia, tonturas, chegando a ter alucinações. Qualquer pessoa pode sofrer com esse transtorno e não existe uma explicação para afirmar a razão desse problema.
  7. Síndrome de Paris: a síndrome só afeta os japoneses, mais exatamente aqueles que vão passear na capital francesa. Depois de se deparar com o caos e a bagunça das ruas de Paris e o jeito não muito simpático dos franceses, os japoneses voltam para casa e começam a sofrer de psicose, tendo que recorrer a um tratamento. Uma notícia recente sobre essa síndrome, falava de 4 turistas japoneses que tiveram que ser repatriados porque depois de alguns dias em Paris diziam estar sendo perseguidos dentro do quarto de hotel, demonstrando total descontrole emocional.
  8. Síndrome de Diógenes: para quem não sabe e para entender melhor esse transtorno mental estranho, Diógenes foi um importante filósofo grego. Porém, ele é considerado um maluco, morava no interior de um tonel e de vez em quando saía pelas ruas da cidade de Atenas pelado e com uma lanterna na não. Quando Diógenes fazia isso, justificava dizendo que ele estava procurando “um homem honesto”. No caso do paciente que sofre com esse distúrbio, a pessoa se mostra negligente com a higiene pessoal, não tem interesse em nada e procura isolar-se. É um distúrbio mais comum em pessoas idosas.
  9. Síndrome de Estocolmo: dos transtornos mentais estranhos, esse é um dos mais conhecidos e as pessoas afetadas são aquelas que sofreram um sequestro. A doença é caracterizada pela simpatia que o sequestrado sente pelo seu sequestrador depois de terminado o episódio. Outro grupo de pessoas que podem sofrer com esse tipo de problema são mulheres que são vítimas de maridos violentos, de estupros e crianças que sofreram abuso sexual.  Em todos os três casos, a vítima sente simpatia por quem fez mal a ela. Esse transtorno mental ganhou esse nome em consequência a um episódio que aconteceu na cidade da Suécia, Estocolmo. Depois de um assalto a banco que durou 5 dias e as vítimas. que estavam no banco durante o assalto, não quiseram testemunhar contras os assaltantes. Elas pediram a liberação dos bandidos aos policiais.
  10. Síndrome de Lima: é um transtorno mental estranho e é exatamente o contrário da Síndrome de Estocolmo, neste caso, os bandidos acabam ganhando simpatia pelas suas vítimas.

Assim, como a síndrome de Estocolmo, o nome desse transtorno mental foi dado depois de um episódio, que aconteceu entre 26 de dezembro de 1996 e 22 de abril de 1997, em Lima, no Peru. Tudo porque um grupo terrorista do país fez uma festa e convidou aqueles que deveriam ser os seus inimigos, membros do governo, militares e diplomatas.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário