Hanseníase Tuberculóide

A hanseníase é uma doença que está relatada já nas páginas do Antigo Testamento quando Jó tem chagas sobre todo o corpo e “suas feridas vão da planta do pé até o alto da cabeça”. Depois no Novo Testamento continuam os relatos em relação aos homens e mulheres portadores desta doença.  A hanseníase é popularmente conhecida como lepra devido ao microorganismo causador da doença Mycobacterium leprae e em tempos idos não havia tratamento para esta doença que afetam mulheres e homens. Seus portadores tinham destinos tristes, horríveis, que faziam com que vivessem isolados onde apodreciam e chegavam a morte sem qualquer possibilidade de cura.

Prevenção

Prevenção

Tipos de hanseniase

Várias são os tipos de hanseníase. E a hanseníase tuberculóide é uma delas, pode ser dito que é a “menos ruim” com poucas lesões alterando especialmente os nervos próximos as lesões causando dor, atrofia muscular e fraqueza.Para identificar o bacilo causador da doença há um teste que se chama teste de Mitsuda que não diz se a pessoa tem ou não a doença, ele apenas mostra se o indivíduo é resistente ou não ao bacilo. Os sintomas é que diferenciam o tipo da hanseníase. Além da hanseníase tuberculóide tem a Hanseníase indeterminada, a Hanseníase borderline e a Hanseníase virchowiana.  Cada uma delas tem manifestações características e suas lesões e sintomas se diferenciam.

Hanseníase Tuberculóide

Hanseníase Tuberculóide

Tratamento

Hoje a hanseníase tem cura e todos os exames e medicações necessárias para o diagnóstico e tratamento da doença são gratuitas e encontrados nas Unidades de Saúde do Sistema Único de Saúde onde estes pacientes são acompanhados durante todo o processo da doença. A aréa da saúde informa que o tempo de tratamento varia de acordo com o tipo de hanseníase pelo qual o paciente está infectado. Para os casos mais amenos o tratamento com os agentes de saúde pode durar seis meses e as formas mais graves até um ano.

Doença

Doença

Transmissão

Em tempos de gripe A muito se fala na transmissão do vírus H1N1a famosa gripe suina e uma campanha universal com orientações para a prevenção do contágio vem sendo ostensiva em todos os setores de saúde e educação. Capacitações estão sendo desenvolvidas a fim de orientar as pessoas para evitar a infecção. Mas como o vírus da gripe A pode ser eliminado pelas gotículas de saliva do indivíduo infectado na hora da fala, da tosse ou do espirro e que penetram pelas mucosas assim também o bacilo da hanseníase também é transmitido. Mas a hanseníase pode ser transmitida pelo contato direto com as feridas da pessoa doente. As crianças são mais suscetíveis a doença e as precárias condições de vida destas crianças especialmente nos países em desenvolvimento são fatores preponderantes para o aparecimento da doença.


Categoria(s) do artigo:
Doenças

Comentários

Deixe um comentário