Doenças Mais Estranhas Do Mundo

Saiba Quais São As Doenças Mais Estranhas Que Já Foram Diagnosticadas No Mundo:

A Síndrome de Lobisomem ou Hipertricose: Este é um termo que é usado pelos cientistas para denominar uma doença rara que causa o excesso de pelos no corpo da pessoa. Esta doença é caracterizada pelo excesso de pelos que crescem no corpo, exceto nas palmas da mão e dos pés. Esta doença surgiu na Idade Média e nesta época foram relatados cinquenta casos. A Hipertricose possui duas variantes:

  1. Hipertricose Lanuginosa Congênita: Neste caso, a pessoa possui cabelos finos e felpudos, podendo chegar a vinte e cinco centímetros de comprimento.
  2. Síndrome de Abras: Neste caso os cabelos são mais grossos, podem ser coloridos e eles crescem durante toda a vida.

Família Azul: Esta é uma família que viveu há mais de duzentos anos, eles vivam em um lugar isolado, onde um casal teve sete filhos e dos quais quatro nasceram com a pele azul. Esta família viveu na cidade Kentucky, nos Estados Unidos, até a década de 1960. A maioria dos integrantes desta família viveu até cerca de oitenta anos e sem qualquer tipo de doença, apenas a pele azul.

Pica: Esta doença também é conhecida como alotriofagia ou alotriogeusia, é uma condição rara de um ser humano que sente apetite de comer coisas que não são alimentares como: terra, moedas, giz, tecido, carvão, tijolo, etc., ou também vontade de comer coisas que servem como ingredientes para fazer outras, como farinhas puras e cruas, batata crua, milho cru, mandioca crua, etc. Não existe alguma cura para essa “doença” e nem uma explicação para ela. Isso pode acontecer em apenas um mês ou por toda a vida.

no images were found

Doença dos Vampiros: Esta doença é mais conhecida popularmente como doença dos vampiros, mas também é chamada de porfiria. Esta síndrome faz com que muitas pessoas saiam de onde moram e viagem para lugares procurando se esconder da luz solar. Em casos mais graves desta doença, quando uma pessoa chega a tomar luz do Sol direto em sua pele, imediatamente começam a aparecer algumas bolhas. Na verdade, eles não vampiros, não dormem em caixões e não bebem sangue, só não podem ficar em contato com o sol, assim como os vampiros das história de ficção.

no images were found

Síndrome de Alice no País das Maravilhas: Esta síndrome também é conhecida como despersonalização, ela foi diagnosticada pela primeira vez em 1955, pelo psiquiatra inglês John Todd. Se trata de desorientações neurológicas que afetam a percepção visual da pessoa. A distorção visual faz com que a pessoa veja as coisas menores do que elas são realmente. Este não um problema que afeta o mecanismo do olho, é um problema exclusivo de percepção, interfere nas informações que passam pelo cérebro.

no images were found

Linhas de Blaschko: Este é um fenômeno que é considerado como extremamente raro, e que também inexplicável da anatomia humana. Este fenômeno foi diagnosticado em 1901 por um dermatologista alemão que se chamava Alfred Blaschko, daí surgiu o nome deste fenômeno. Esta não é uma doença e também não possui qualquer tipo de sintoma. Essas linhas são invisíveis até que alguma doença de pele ou da mucosa se manifeste. As formas dessas linhas são praticamente iguais, em todos os casos na parte da espinha faz a forma de um “V” e na parte do peito, laterais e estôomago ela faz a forma de um “S”. Acredita-se que as linhas são um tipo de mosaicismo genético.

no images were found

Síndrome do Cadáver Ambulante: Esta é uma síndrome nada normal, a pessoa portadora possui uma depressão mental muito forte com tendência suicidas, na qual eles reclamam constantemente de tudo e eles mesmos acreditam que são cadáveres ambulantes. Esta síndrome chega a ser tão forte que a pessoa começa a sentir que o cheiro de sua própria carne está podre e que vermes rastejam pelo interior dela. Pessoas podem adquirir esta síndrome por ter algumas privações como a crônica de sono ou também quem sofre de psicose, que pode ser induzida por drogas como cocaína e anfetamina.

no images were found

Anomalia do Homem Árvore: Esta anomalia também pode ser chamada de Epidernodisplasia Verruciforme. Ela é uma doença hereditária que é muito rara e faz com que formem verrugas na pele da pessoa, principalmente nos pés e nas mãos, mas elas nunca param de crescer e parecem mais com troncos de árvores. Um rapaz adquiriu esta doença ainda quando era adolescente e teve um corte no joelho, onde as verrugas surgiram e se espalharam pelo corpo todo. Os médicos indicaram, para que ele tivesse uma vida um pouco mais normal, que ele fizesse cirurgias bimestrais, e a cada cirurgia são retirados cerca de três quilos de verrugas.

no images were found

Progéria – As Crianças Anciãs: Esta doença é bastante rara e acontece por um defeito minúsculo no código genético da criança. Ela afeta uma pessoa a cada oito milhões, mas ainda assim há uma família com cinco crianças que nasceram com esta doença. Ao contrário de ser um minúsculo defeito, causa efeitos muito grandes para a vida desta criança. As criança que nascem com essa doença, geralmente não passam dos seus treze anos, desde o primeiro ano de idade é acelerado o seu envelhecimento, por isso acontece a morte precoce. Além disso, elas adquirem vários outros sintomas como calvície, osteoporose, doenças cardíacas, artrite, etc.

Elefantíase: Esta doença também é conhecida como pernas de elefante, e ela é causada pelos nematóides, que são parasitas transmitidos por mosquito que se alojam e destroem os vasos linfáticos, que acabam causando linfedema. Esta doença recebe este nome pelo fato de quando a pessoa está em um estágio mais avançado, sua pernas se assemelham as de um elefante. Este edema é irreversível, então é importante se prevenir para não adquirir esta doença.

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário