As Doenças Mais Comuns Na Infância

Ter filhos é mais do que uma coisa ‘’bacana’’. Ter filhos é se comprometer com tudo aquilo que acarreta desde o nascimento do filho até os seus primeiros passos na escola até a faculdade. Ou seja, devemos cuidar deles, amar incondicionalmente e, enfim, prepara-los para o futuro e todos os obstáculos que surgirão.

Mas devemos ter em mente que, ter um filho exige muito planejamento. Isso porque há vários custos envolvidos, desde alimentação, estudos, lazer, e é claro, reservas para algum imprevisto, como um problema de saúde, por exemplo, principalmente quando se é criança.

E, falando em crianças, você sabe qual são as doenças mais comuns de se ocorrer nessa parte da vida? Neste artigo, iremos debater sobre as doenças que mais se manifestam na infância, bem como ajudar a identificar o problema e orientar sobre como proceder. Vamos lá?

As Doenças Mais Comuns Na Infância

As Doenças Mais Comuns Na Infância

Doenças Infantis Comuns

As doenças que ocorrem nas crianças normalmente estão de acordo com a idade, mas isso não quer dizer que a criança não necessite de um acompanhamento médico. É necessário leva-la até um consultório para que o médico lhe recomende os cuidados e remédios necessários para a recuperação da criança. Veja, na lista a seguir, algumas das doenças que mais acontecem na infância:

Catapora

A catapora é, sem dúvida, a doença mais conhecida na infância. Você já deve ter tido a doença quando menor, sendo muito rara a incidência dela na fase adulta. A catapora nada mais é que um vírus chamado varicela-zoster, que faz parte da família dos mesmos vírus que causam a herpes.

A catapora se manifesta na presença de várias bolhas, que, ao serem coçadas, se rompem e podem encrostar. Geralmente, ela vem acompanhada de outros sintomas, como febres, dores de garganta e outros malefícios.

Catapora

Catapora

Logo ao perceber os sinais da catapora, é necessário consultar o médico a fim de pegar instruções e para o médico avaliar o estado em que a doença se encontra. Normalmente, o período de recuperação deve ser composto de repouso absoluto, e, se a criança estiver em fase escolar, suspender a ida às aulas por cerca de uma semana ou até os sintomas e a doenças estiverem curados.

O problema da catapora é que a mesma não se manifesta nos períodos iguais nas pessoas. Alguns podem desenvolver a doença com 4 ou 5 anos por exemplo, e outras com 15 a até mesmo 30 anos. E é aí que mora o perigo: quanto mais velho a pessoa for, maiores serão as complicações que a catapora pode causar.

Hoje, há vacinas com o intuito de erradicar ou amenizar os efeitos de uma possível contaminação por catapora.  Lembrando que a catapora não é uma doença reincidente, ou seja, ela é adquirida apenas uma vez na vida.

Laringite

Outra doença também muito comum nesta fase da vida, a laringite é a inflamação, bem como a irritação da laringe. E a doença está intimamente ligada com os efeitos de perda de voz e também rouquidão.

Tal rouquidão e perda de voz são causadas pelo inchaço das cordas vocais, responsáveis pela produção do som e, consequentemente, da nossa voz. Se os cordões estiverem irritados e inchados, a rouquidão será perceptível.

Há muitas causas que envolvem o porquê da laringite. Ela pode ser desencadeada por uma espécie de vírus (que engloba os da gripe e também de um simples resfriado) a outros casos, como alergia, bronquite, lesão no local, pneumonia, produtos que causam irritação, entre muitos outros. Além da rouquidão característica que a Laringite propicia, não podemos nos esquecer de que ela também causa a febre.

Logo ao perceber que algo está errada com a sua voz, o melhor é procurar ajuda médica para que ela defina qual será o tratamento mais adequado a se fazer. Devemos dizer que, quando mais tarde a ajuda for solicitada, maiores serão as chances de a doença causar algum problema na voz, podendo depois ser irreversível. Por isso a importância de se submeter a vários exames.

Amigdalite

A amigdalite nada mais é do que a inflamação das amídalas, causadas por bactérias. Elas podem conter muitas bactérias, sendo aí o principal motivo da ocorrência da amigdalite. Os principais sintomas são as dores de garganta, que costumam ser sérias, a dificuldade em engolir algo, dores na região do ouvido, febre, dor de cabeça, e a voz também sofre, como a perda dela, enfim.

O tratamento será prescrito pelo médico, dependendo do caso ele poderá receitar antibióticos com o intuito de aniquilar as bactérias que estão acumuladas nas amídalas. Mas se uma pessoa tiver amigdalites várias vezes o melhor mesmo é recorrer a uma cirurgia para a retirada dos mesmos.

Algumas coisas podem ser feitas para amenizar a amigdalite. Tomar um sorvete, ou até mesmo aquele chocolate quente morno fazer muito bem para a amigdalite, assim como pastilhas e também gargarejos com uma água em temperatura morna.

Conjuntivite

O conjuntivite é uma doença que a maioria já teve em alguma fase da vida. Trata-se de uma irritação que se instala na pálpebra, deixando os olhos com uma cor avermelhada, com bastante secreção saindo e também coceira sem fim. Ela pode ser causada por diversas maneiras: desde a irritação por poluentes do ar, até mesmo por bactérias e outros seres vivos.

O tratamento depende da situação e de qual é a origem da conjuntivite (viral, bactéria) para determinar qual será a regra tomada. No caso da viral, ainda não existem medicamentos específicos para a cura da conjuntivite. No entanto, se o caso for de uma infecção bacteriana, poderão ser prescritos pelos médicos alguns colírios antibacterianos com o intuito de acabar com esses intrusos.

Se Você Não Quer Passar Pela Desagradável Experiência De Conjuntivite, Aí Vão Algumas Dicas:

  • Evite ao máximo locais onde a aglomeração de pessoas seja grande;
  • Não coçar, de maneira nenhuma, a região dos olhos;
  • Todo dia, enquanto estiver com a doença, é recomendável a troca de fronha para evitar a incidência da doença;
  • Estar sempre com tolhas de papel para enxugar o rosto ao invés de usar uma toalha.

Por Francisco Prado

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário