Curiosidades Sobre Flocos de Neve

Uma das ocorrências meteorológicas mais bonitas que acontecem no planeta, a neve, é basicamente uma precipitação de flocos que são formados de cristais de gelo. Esse fenômeno pode ser leve (chamada de nevisco), moderado ou forte (quando passa a ser chamado de nevasca). Em geral a queda de neve recebe o nome de nevada.

O Floco de Neve

Os flocos de neve são feitos de água congelada na sua forma cristalina. Pelo fato de ter grande capacidade de refletir a luz os flocos de neve tem aparência translúcida e cor branca. A neve costuma ser mais frequente em zonas de médias e elevadas latitudes da Terra já que se trata de regiões de clima frio e temperado. A neve ainda pode cair em pontos mais altos da Terra, como é o caso da neve que cai nas formações montanhosas e planaltos serranos.

Curiosidades Sobre os Flocos de Neve

Para muitas pessoas a neve é um elemento que enfeita e embeleza diversas paisagens. Quando observamos os flocos de neve mais de perto podemos descobrir que eles tem muito mais beleza do que supúnhamos. Foi o que um cientista britânico fez, com a ajuda de câmeras de alta resolução o pesquisador Kenneth Libbrecht fotografou de perto os mais variados tipos de flocos de neve.

As fotos foram reunidas e publicadas num livro que tem como objetivo desvendar a vida secreta dos cristais de gelo que tanto fascinam as pessoas. Para organizar melhor as informações e as fotos o pesquisador criou uma tabela com 80 tipos de cristais divididos por formas, tamanho e aparência variados.

As Formas dos Flocos de Neve

O que chamou a atenção no trabalho desse pesquisador é que os flocos de neve têm diferentes formatos. Alguns são mais bonitos e outros têm uma aparência mais esquisita lembrando agulhas, balas, prismas entre outros. Alguns dos flocos ‘flagrados’ pela câmera do britânico têm 12 lados, no entanto, ele destaca que em geral os cristais possuem apenas 6 lados.

Essa afirmação pode ser feita com base no fato de que nunca se viu um verdadeiro floco de neve que tivesse, quatro, cinco ou oito lados. O trabalho de Libbrecht pode ser conferido em detalhes no livro Flocos de neve (Snowflakes). Os formatos com mais perfeição são dos flocos obtidos durante as nevascas com pouco vento em especial nos dias em que a temperatura está bastante fria.

Estudo dos Flocos de Neve na História

O mistério dos flocos de neve e suas variadas formas já foi motivo de investigação para vários povos. Os chineses, na Antiguidade, foram os primeiros a perceber que existia o sêxtuplo dos cristais de neve, porém, os europeus têm mais tradição nessa área de estudo.

Parte dessa tradição se deve ao trabalho do astrônomo e matemático Johannes Kepler que escreveu um tratado a respeito da neve. Esse tema foi pesquisado ainda por outros grandes nomes das ciências como René Descartes, Robert Hooke e William Scoresby (capitão de um navio baleeiro inglês).

Contudo, nessa corrida também entraram os norte-americanos, o agricultor Wilson Bentley, de Vermont foi o primeiro a aprofundar a pesquisa com a captura de cristais de gelo. A vida de Bentley foi dedicada a fotografar milhares de flocos de neve com o objetivo de um dia conseguir convencer o mundo de que os flocos eram distintos entre si.

A Formação dos Flocos de Neve

São fatores decisivos na formação e crescimento do cristal de água congelada a temperatura bem como as condições de pressão das nuvens. Dessa forma o histórico de formação de cada um dos flocos de neve é diferente entre si e pode levar horas para cair em formas que são diferentes entre os flocos. Saiba que nunca foram vistos dois flocos de neve que tivessem formas exatamente iguais.

Como se Forma a Neve?

A formação da neve acontece nas camadas mais altas das nuvens e a temperatura deve estar abaixo de zero para que o processo seja possível. Dessa forma as gotas de água congelam e se tornam flocos de neve. Trata-se de algo comum nas grandes altitudes, contudo, nem toda a neve chega a cair.

Isso porque conforme os flocos se aproximam do solo a temperatura vai aumentando de maneira que eles derretem. Nas montanhas não é raro que caia neve mesmo com a temperatura próxima dos 4°C devido a altitude que impede que a neve acabe sendo derretida.

Tipos de Neve

  • Flocos de neve – A forma mais comum e tradicional da neve, trata-se de um cristal de gele que tem a forma de um floco. O seu formato é hexagonal e tem o visual de uma estrela pequena.
  • Grãos de neve – Nessa forma são observadas partículas que são pequeninas e opacas, seria algo como a versão sólida do chuvisco. A sua forma lembra a de pelotas de gelo, contudo, não são achatadas e nem alongadas. O seu diâmetro costuma ser menor do que 1 milímetro. Cai em quantidade pequena e a sua origem é de nuvens estratificadas.
  • Grãos de gelo – Uma precipitação mais consistente composta de pelotas de gelo de 5 milímetros ou menos de diâmetro. Pode ser que os grãos apareçam na forma esférica, irregular ou na forma de cone. Esses grãos se caracterizam por pipocarem no chão e fazer barulho com o impacto.
  • Graupel – Caracteriza-se como partículas de neve mais pesadas que se parecem com pelotas de gelo. É difícil fazer a distinção do granizo miúdo com a diferença que o último deve ter diâmetro maior do que 5 milímetros.
  • Granizo – Essa precipitação é composta de pedras sólidas de gele que medem de 5 milímetros ao tamanho de uma laranja. Os meteorologistas não consideram como neve.
  • Chuva congelada – Tipo de chuva que é líquida, mas que congela depois do impacto com a superfície. Para que isso aconteça as gotículas da chuva precisam estar resfriadas e a temperatura do solo deve estar abaixo de zero.
  • Aguaneve – A neve que está parcialmente fundida e que cai no solo com traços de cristalização. Em geral é transparente e pode ter certa quantidade de neve branca no seu interior.
  • Sincelo – Para que esse fenômeno meteorológico aconteça é necessário que haja uma situação de nevoeiro junto com temperaturas que estejam entre -2°C e -8°C. As gotas de água que estão em suspensão são congeladas assim que entram em contato com a superfície.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Manifestações

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário