Episódios Perdidos do Chaves

Os chamados episódios perdidos dos Chaves são capítulos da série que foram refilmados e neles têm muita novidade. Os episódios perdidos têm participações especiais, finais diferentes e piadas também. Eles foram preparados pelo autor Roberto Gómez Bolanos, o eterno Chaves, que morreu em 2014, e conhecido no México como Chespirito.

Episódios Perdidos do Chaves

Episódios Perdidos do Chaves

Nesses episódios perdidos do Chaves, por exemplo, alguns momentos da vida dos atores fizeram que acontecessem essas alterações. No ano de 1974, por exemplo, a atriz Maria Antonieta de las Nieves, que interpretava Chiquinha, ficou grávida e foi necessário substituí-la por um período. Quando ela voltou, tudo o que foi filmado sem ela foi refilmado e esses episódios estão entre os “perdidos do Chaves”.

Os Fãs Pediram Para Ter os Episódios Completos dos Perdidos

Quando as reprises do programa no SBT voltaram a ser diárias, sem falar das mudanças, foram os fãs que perceberam que os episódios eram diferentes, tanto roteiro quanto imagens. No ano de 1992, o SBT só exibiu os episódios perdidos do Chaves, mas segundo os fãs, não foram transmitos todos os que faltavam e chegaram a fazer uma lista e enviar para emissora.

E foi tanta a pressão dos fãs que queriam ver os episódios completos daqueles que foram refilmados, que em 2012, nos meses de janeiro e fevereiro.

No total, os episódios perdidos do Chaves chegaram a 50 capítulos e entre eles, alguns não tinham sido exibidos nenhuma vez para alegria dos fãs.

Episódios Perdidos do Chaves Só No SBT

O SBT é a única emissora no Brasil que tem os episódios do Chaves. A Televisa, a produtora, renovava o contrato com as emissoras no mundo todo a cada 5 anos. O contrato previa que episódios velhos fossem trocados por novos. Porém, o SBT nunca fez essa atualização, sendo assim, o canal ficou com o conteúdo mais antigo, e possui fitas que a própria Televisa não tem mais.

Alguns dos Episódios Perdidos do Chaves

1- “Ser pintor é uma questão de talento”

O capítulo original é de 1973, mas existe a nova versão que foi feita em 1976. No episódio se ve o seu Madruga fazendo a pintura de uma cadeira e quando ele deixa o material para fazer uma pausa, as crianças, acabam pegando o pincel e terminam pintando os lençóis de dona Florinda, que estão no varal. Porém, quando dona Florinda vê o estrago, quem está com o pincel na mão é o seu Madruga.

2- “Um festival de vizinhos”

Os capítulos originais foram gravados nos anos de 1972 e 1973 e o remake foi feito também em 1976. Neste capítulo o seu Madruga está a frente do Festival da Boa Vizinhança, como diretor, nele, Chaves deve recitar o poema chamado “Cão Arrependido”. Já Quico deverá ler os versos dedicados às mães e ficou para Chiquinha as “Aventuras do Jeca Valente”, que ela deverá contar. Porém, tudo termina em uma grande briga e muita fadiga para o seu Madruga.

3- “Errar é humano”

Seu Madruga acaba se apaixonando por uma nova vizinha que está na vila em busca de uma casa. Depois de falar com a possível nova vizinha, ela combina com o seu Madruga de voltar na parte da tarde, porém, neste mesmo horário dona Florinda aparece na casa dele. E claro, dona Florinda está na casa do seu Madruga para bater nele e ele que está aguardando a futura nova vizinha, cujo nome é Clotilde. Para não ter problemas, o seu Madruga pede as crianças para receberem uma e outra e explica o que falar para cada uma, não é preciso nem falar que eles fizeram uma grande confusão.

4- “Gente sim, animal não”

Crianças pequenas e animais não podem entrar na vila e dona Florinda é obrigada a devolver o cachorro do Quico. O animal tinha sido um presente do professor Girafales. Porém, o Quico pensa que foi a Bruxa do 71 que deu sumisso no seu cão. Ele pensa que o animal virou um pegador. A versão antiga entrou na grade a partir de 1992 e a nova não voltou a ser exibida pelo SBT.

5- “Como agarrar um touro a unha”

As crianças da vila estão brincando de toureiro e usam uma toalha de mesa que pegaram na casa do seu Madruga para fazer a brincadeira. Para a diversão ficar ainda maior, as crianças ganham do senhor Barriga um touro de brinquedo. E não é preciso dizer que eles criam a maior confusão com o novo presente.

Esse episódio foi exibido pelo SBT várias vezes aqui no Brasil, porém, em 1992 ele saiu do ar e a versão mais recente passou a ser exibida.

6- “A volta dos que não foram”

Alguns episódios causaram uma enorme surpresa de satisfação nos fãs. Eles foram exibidos recentemente pelo canal e ainda não tinham entrado na grade nenhuma deles. O primeiro capítulo da festa na vila é um desses, nem a primeira versão era conhecida e os fãs adoraram a novidade. A segunda foi aquela que permaneceu na grade.

7- “Quem canta seus males espanca”

Esse episódio foi exibido uma única vez pelo SBT e foi no ano de 1988. Quem viu, viu, quem não viu ficou sem, pois ele não foi exibido de novo. Nele dona Florinda e dona Clotilde aparecem pela primeira vez na vila e claro, o capítulo termina com uma briga daquelas, da festa a confusão generalizada.

8- “Muitas e muitas marteladas, parte duas”

Esse episódio tem como primeira versão o capítulo chamado “Os Carpinteiros”, que foi ao ar várias vezes no SBT.

Seu Madruga neste capítulo é um carpinteiro e aparece trabalhando como tal, porém, desajeitado, ele machuca os dedos com o martelo toda hora. Depois de muito esforço e muita bagunça, ele abonda por alguns momentos o que está fazendo, e claro, que isso termina em confusão. Quico e Chaves percebem que as ferramentas estão ali sozinhas e começam a brincar com elas, mas o professor Girafales acaba sendo uma vítima das crianças, se ferindo quando passa por eles.

Dos episódios perdidos do Chaves, o SBT alega que alguns deles não podem mais ser exibidos por causa de problemas técnicos, imagens e áudio estão em péssimo estado e a Televisa nem tem mais esses capítulos.

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
TV

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário