Mascara Lombok Significado

As Máscaras

As máscaras são um tipo de acessório que tem como objetivo mais pontual e focado, cobrir e esconder o rosto de alguma forma. Porém, esses não são os únicos objetivos, podendo ter junto com eles algum propósito de aspecto mais lúdico, por exemplo, como quando são realizados bailes de máscaras ou outros tipos de festas, como o carnaval, que também é uma ótima exemplificação dessa motivação. O uso de máscaras também pode ter motivos ligados a religião, a arte propriamente dita, ou ainda algum motivo mais sério e que envolve uma certa praticidade, como é o caso das máscaras de proteção dos EPI’s – Equipamento de Proteção Individual.

A origem do termo “máscara” se deu com o idioma latim, onde já existiam as palavras “mascus” e “mascas”, que tem como significado algo próximo de “fantasma”, ou coisas do tipo. Porém, existem outras suposições de que essa palavra tenha sido criada a partir de um termo de origem árabe, o “maskharah”, que significa “homem disfarçado” ou “palhaço”.

Muito provavelmente as máscaras são um dos principais elementos que constituem a linguagem cênica e também um dos elementos mais antigos, que faz parte de toda a história do teatro. Inclusive, o símbolo das artes cênicas é composto por duas máscaras, o que prova ainda mais o quão importantes eles são. O uso desse artificio na parte artística remete bastante a representação das mais diversas figuras imaginárias e / ou mitológicas,  ou ainda a de cabeça de animais, que não ficariam tão bons ao serem representados com maquiagem, por exemplo.

Assim, as máscaras tem a capacidade de representar de forma mais personificada, mas muitas vezes até mesmo caricata um personagem, mas também pode dar um ar te mistério e ocultismo ao mesmo.

Existem ainda outras simbologias para as máscaras carregarem, já que muitas vezes ela deixa de ser um comum e corriqueiro adereço, e passa a ser algo de cunho mais duvidoso e suspeito. Isso é possível observar nas histórias em quadrinho, por exemplo, onde a máscara não tem como função apenas esconder a identidade de determinado personagem, mas sim, acaba por fazer uma transformação na vida de quem está fazendo o uso da mesma. O exemplo mais fácil de se enxergar e mais clássico disso, são os super heróis, que assim que passam a fazer o uso de suas máscaras, passam a ser pessoas totalmente diferentes, com super poderes e com identidades secretas. Assim, nesse caso, as máscaras servem como um disfarce, deixando as pessoas sem saberem quem é quem na história.

Além de todo o cunho artístico que as mascaras carregam, e que já foram brevemente citadas aqui, há ainda aspectos culturais que devem ser fortemente considerados também, como é o caso das máscaras utilizadas por tribos africanas, por exemplo. Para elas, as máscaras tem um significado muito mais interiorizado e pessoal, que pode ser analisado em rituais de passagem e outras cerimônias de modo geral.

Outro local onde as máscaras eram altamente utilizadas com outros fins era na Grécia antiga, onde as pessoas as utilizavam para comemorar as festividades para o deus do vinho, chamado Dionísio. Nessas festividades as pessoas tinham o costume de dançar, cantar, beber e também utilizar as máscaras que eram feitas de folhas das parreiras, que é o que as faziam acreditar que dessa maneira, o deus Dionísio estaria junto naquele momento.

Além de conter esse significado, na Grécia também eram utilizadas máscaras com cunho cênico e artístico, e elas objetivavam principalmente deixar a face de um ator maior, acentuar mais os traços expressivos de seu rosto e também beneficiar todo o público que iria assistir aquela peça, já que o caráter e as intenções do personagem ficavam mais claras quando era possível interpretar no seu próprio rosto e em suas expressões de modo geral.

As Máscaras Na Mitologia

Como foi apresentado acima, as máscaras tem uma ligação muito particular e forte com a mitologia, que é, de maneira generalizada, o estudo dos mitos da sociedade. Assim, a mitologia se destina ao estudo do que é reproduzido em diversas culturas, como por exemplo a mitologia grega, que se restringe ao estudo dos mitos que foram criados e difundidos na Grécia Antiga.

Acaba que no vocabulário popular, a palavra mito se resume a alguma história falsa ou mentirosa, mas, quando se trata disso a nível acadêmico, esse termo não fala apenas sobre a veracidade ou não de determinada história, mas sim, fala sobre como essas narrativas foram passando de geração para geração, como elas passaram a ser consideradas sagradas, como elas passaram interferir naquela sociedade, e no mundo e na humanidade como um todo e como as pessoas continuam reagindo e lidando com elas nos dias de hoje. Assim, de maneira mais ampla, a palavra “mito” representa o conjunto de muitos estudos que envolvem uma história tradicional.

Na maioria das vezes os mitos são constituídos de histórias que tem embasamento em lendas ou tradições que visam explicar as coisas que as pessoas mais leigas tem pouco ou praticamente nenhum conhecimento concreto a respeito, como a morte, o universo, a criação do mundo, fenômenos da natureza, entre outros. Porém, os mitos acabam perdendo esse significado mais explicativo – quando eles o possuem – conforme o tempo passa, mas continuam da mesma maneira, lidando com interferências divinas e sobrenaturais.

As figuras da mitologia são encontradas nas mais variadas religiões, principalmente aquelas que são mais antigas, como a mitologia nórdica, mitologia grega, mitologia egípcia ou mitologia romana, e essas já foram praticamente extintas. Nos dias de hoje ainda é possível encontrar muitos devotos a mitologia cristã e acaba que essas pessoas seguem apenas a ideia do que por elas são repassadas, e acabam encarando as outras como ficção ou invenções.

Os personagens da mitologia, que muitas vezes usam máscaras, são aqueles com figuras de heróis ou de deuses, que tem histórias inesperadas nas quais se envolvem. Historias essas que acabam gerando muito conteúdo, favorecendo até mesmo as artes cênicas, que tem o artefato da máscara como excelente auxiliador na interpretação.

Máscaras Lombok

Lombok é uma ilha que se localiza na Indonésia e que é separada pelo estreito de Lombok, pelo estreito de Sumbawa e pelo estreito de Alas de Bali, uma importante cidade indonésia. Sua cultura é muito rica e consequentemente, sua mitologia também. Um dos principais artigos que retratam essa riqueza são as Máscaras Lombok, que tem o significado de simbolizar e representar as culturas místicas e também são utilizadas para manter os maus espíritos distantes e atrair a boa sorte, juntamente com on poder e a fortuna.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Cultura

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.