Bons Livros para Ler

Se você gosta de ler e chegou até aqui, vai gostar do que temos para falar. O artigo de hoje vai falar sobre quais são os melhores livros de literatura brasileira, sobre quais livros que você não pode deixar de ler antes de morrer. A literatura brasileira é rica e cheia de livros bons, que englobam desde o entendimento mais fácil até obras mais rebuscadas. Há gosto para tudo, como Dom Casmurro, Macunaíma e Grande sertão veredas, só para citar as mais famosas obras que iremos listar no artigo. Então, obrigado pela visita e boa leitura!

As Habilidades de um Bom Autor

Como é de praxe, todo profissional que se destaca em algo, é porque tem grandes habilidades no que faz, e no caso dos escritores, é natural que eles sejam bons em construir frases. Sem retórica, e por essa habilidade em manipular, tratar e ajeitar as palavras que um escritor é reconhecido pelos seus trabalhos, ou por isso que uma obra é jogada ao vazio do esquecimento através dos tempos.

Analisando a situação atual da sociedade brasileira, ainda permanece não revelado um dos grandes mistérios de nosso povo: “Como fazer do nosso país um lugar melhor?”. Sabemos que isso passa pelas trincheiras da literatura e da leitura, caminhos inevitáveis da educação, chave mestra para um país melhor, mas isso ainda parece que a literatura não conseguiu chegar perto de realizar.

Seguindo esse princípio temos a declaração de Nelson Rodrigues que, “Toda unanimidade é burra” para ilustrar que nosso artigo não tem a pretensão de formar uma unanimidade e nem que seja uma verdade absoluta, apenas um compêndio de bons livros de literatura brasileira.

O resultado final é uma pequena explicação de cada obra de grande importância que ajudou a criar uma figura da literatura brasileira através dos tempos, e servir de guia para os que pretendem ler tenham bons momentos durante a leitura. E para aqueles que já têm o hábito, que encontrem algum bom livro que ainda não conheçam.

– O CORTIÇO (Aluísio de Azevedo): Uma obra de cunho romântico naturalista, mostra de maneira perfeita os dois lados da moeda da sociedade humana, mostrando a ganância do comerciante João Romão em se tornar rico e a do próspero Comendador Miranda, que não vê a hora de que as pessoas se esqueçam que ele tem dinheiro.

– QUARUP (Antonio Callado): A maior obra de Callado mostra um retrato social dos acontecimentos políticos do Brasil, desde a Era Vargas até as primeiras torturas do regime militar, logo após o golpe de 1964, tudo isso vivido pela ótica do Padre Nando, que viveu vários conflitos dentro de uma nação indígena no Xingú.

– ROMANCE DA PEDRA DO REINO (Ariano Suassuna): Uma obra extensa, cheia de alma e complexa. Assim se define a obra de Ariano Suassuna, escrita nos anos 70 e que relata subjetivamente o golpe que culminou com o assassinato de seu pai, Governador da Paraíba, João Suassuna.

– O URAGUAI (Basílio da Gama): Escrito com habilidade pelo mineiro residente em Portugal, o poema relata trechos da expulsão de jesuítas pelos portugueses. O que marca realmente a obra não é a precisão descrita no poema, e sim a habilidade do escritor em construir o seu relato.

– A ESCREVA ISAURA (Bernardo Guimarães): Uma das obras mais famosas da literatura brasileira, se tornou conhecida mundialmente depois das filmagens da novela, em 1976. Outra obra trabalhada com muito talento pelo escritor mineiro, chama a atenção pela riqueza como foi construída a trama, independente do enredo, já muito conhecido de todos.

– LAÇOS DE FAMÍLIA (Clarice Lispector): Conjunto de contos que trazem à tona o universo doméstico, seus prós e seus contras, seus amores e conflitos, enfim, todos os aspectos das relações familiares, trazendo o melhor momento da escritora em sua carreira.
– PAGADOR DE PROMESSAS (Dias Gomes): Outra obra muito conhecida da literatura brasileira, o Pagador de Promessas ficou também mundialmente conhecido graças à filmagem que ganhou a Palma de Ouro em Cannes, contando a saga de Zé do Burro e a sua promessa, fazendo uma interessante analogia da mistificação religiosa e os tênues limites da tolerância da sociedade.

– O TEMPO E O VENTO (Érico Veríssimo): Considerado o maior e mais conhecido romance histórico do Brasil, o Tempo e o Vento é uma obra vasta, extensa e intensa, composta de três divisões principais, denominadas O Continente, O retrato e O Arquipélago. A extensão de que falamos se dá pelo tempo de construção total da obra, quase quinze anos de composição.
– OS SERTÕES (Euclides da Cunha): A obra de Euclides da Cunha surgiu em uma encomenda do jornal Estado de São Paulo para relatar a Guerra dos Canudos. O material de Euclides foi tão grande que lhe surgiu a ideia de escrever um livro, para mostrar a relação conflituosa entre o Exército brasileiro e o grupo de religiosos liderados por Antonio Conselheiro, que vistos como ameaça à sociedade, foram dizimados pelo Exército.
– VIDAS SECAS (Graciliano Ramos): Obra muito conhecida da literatura brasileira, Vidas Secas relata em prosa a história de uma família de retirantes nordestinos que, em absoluta situação de miséria, vai tentar uma vida melhor na cidade grande. A obra rendeu a Graciliano Ramos o título de maior prosador do regionalismo brasileiro.

– TERRAS DO SEM FIM (Jorge Amado): Um tapa na cara dos hipócritas. Assim podemos descrever bem o que relata Jorge Amado em Terras do Sem Fim, obra em que o escritor baiano critica abertamente todas as chagas que desolam a sociedade nordestina, toda a injustiça e a exploração do trabalhador do sertão. De cunho realmente agressivo, é uma obra em que Jorge Amado consegue fazer com que o leitor sinta realmente a revolta do escritor contra a injustiça social.

– DOM CASMURRO (Machado de Assis): O primeiro livro de muita gente, a obra de Machado de Assis relata de uma maneira singular o universo da traição, da falta de confiança e também de como o ponto de vista faz toda a diferença nas disputas entre as pessoas, uma vez que, no livro, a vítima traída não tem realmente a certeza de que está sendo traída, a não ser pelo ódio e cegueira resultantes do ciúme, Dom Casmurro é leitura obrigatória a todos que gostam de ler.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Livros

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário