Melhores Filmes Bíblicos

A Bíblia é uma das principais fontes de boas histórias, tem aventura, ação, saga de construção de heróis e muitos outros elementos que fazem muito sucesso quando chegam a telona. Mesmo quem não é religioso pode gostar de filmes que sejam inspirados em histórias da Bíblia.

A seguir vamos listar os melhores filmes bíblicos, saiba mais sobre eles e quem sabe descubra um novo tipo de cinema para fazer parte dos seus momentos de entretenimento.

Filme: Os Dez Mandamentos

Ano: 1956

Diretor: Cecil B. DeMille

O filme “Os Dez Mandamentos” é considerado por todos como o melhor e mais importante filme bíblico da história do cinema. O longa foi o último projeto dirigido por Cecil B. DeMille e uma curiosidade é que essa obra é uma refilmagem de um projeto de mesmo nome desse diretor do ano de 1923.

O filme tem 4 horas de duração e para que os expectadores compreendam essa extensão o diretor preparou uma introdução em que explica que abordou alguns aspectos da vida de Moisés, o personagem principal, que são ignorados no Velho Testamento. Sendo assim o longa não segue um ponto de vista somente da Bíblia. O ator principal do longa é Charlton Heston. Essa produção teve seis indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme, mas levou apenas uma estatueta de Melhores Efeitos Visuais.

Filme: Ben-Hur

Ano: 1959

Diretor: Willian Wyler

O filme Ben-Hur se consagrou como o primeiro, de apenas três filmes, a receber um total de 11 estatuetas numa única edição do Oscar. O ator principal desse longa também é Charlton Heston que viveu o papel do príncipe judeu Judah Ben-Hur. A história gira em torno da promessa de vingança de Ben-Hur contra seu antigo amigo Messala (Stephen Boyd) que o entregou como escravo e prendeu sua família.

Em paralelo a história do protagonista está começando a trajetória de Jesus Cristo que aparece no longa como uma espécie de anjo da guarda do primeiro. O longa é uma adaptação do livro de Lee Wallace e tem três horas de duração. Esse filme ainda é uma referência de como fazer cenas de ação mesmo com a pouca tecnologia disponível na época.

Filme: Jesus Cristo Superstar

Ano: 1973

Diretor: Norman Jewison

Esse é um filme bastante polêmico que decidiu adaptar a trajetória de Jesus Cristo para o universo competitivo de Hollywood. É importante entender o contexto em que esse filme foi produzido, depois de ter chegado ao seu ápice entre as décadas de 1940 e 1950, os musicais, estavam perdendo a força com o público que estava cansado de histórias inocentes de pessoas que cantam e dançam por qualquer motivo.

Assim o longa “Jesus Cristo Superstar” surgiu para revitalizar o gênero. A história gira em torno de um Jesus Cristo que é um astro pop que é amado por alguns e criticado por outros. A inspiração veio da ópera rock de Tim Rice que fez muito sucesso na Broadway.

Apesar de ser polêmico entre os religiosos o filme cumpriu o papel de mostrar a trajetória de Jesus e levar de alguma maneira a sua palavra para o público. O filme recebeu uma indicação ao Oscar na categoria de Melhor Trilha Sonora e seis indicações ao Globo de Ouro.

Filme: Eu Vos Saúdo, Maria

Ano: 1985

Diretor: Jean-Luc Godard

O diretor Jean-Luc Godard resolveu atualizar a história de Jesus através desse longa. Na história do filme Maria (Myriem Roussel) está grávida, mas o filho não é de José (Thierry Rode) seu marido. José quando se dá conta disso pede a separação e para tentar salvar o casamento de Maria o anjo Gabriel interfere.

Para guiar o expectador pela trama o filme começa com os personagens Eva (Anne Gautier) e seu professor (Johan Leysen) discutindo a respeito da origem da vida e seus mistérios. Um filme que não é fácil de ser compreendido, mas que propõem uma discussão interessante a respeito de fé enquanto experiência.

Filme: A Paixão de Cristo

Ano: 2004

Diretor: Mel Gibson

Quase todo filme produzido por Hollywood sobre histórias bíblicas tem alguma polêmica e esse longa de Mel Gibson talvez seja um dos campeões nesse quesito. O longa teve acusações de ser antissemita por apresentar os judeus como sendo gananciosos e mentirosos além de ser acusado de sadismo já que tinha cenas sem fim de violência.

Para os críticos o filme não é antissemita e nem sádico, mas realmente tem bastantes cenas de violência em especial na tortura a Jesus. O longa tem relatos dos quatro evangelhos sobre as últimas 12 horas de vida de Jesus.

Filme: Noé

Ano: 2014

Diretor: Darren Aronofsky

O filme Noé já chegou aos cinemas causando polêmica, mas afinal que filme bíblico não causa? Um dos principais méritos desse longa é estar abrindo caminho para o ressurgimento de filmes bíblicos nos cinemas.

O filme se preocupa em transmitir para o telespectador as mensagens mais importantes da história de Noé que é escolhido por Deus para construir uma arca e salvar sua família e casais de animais de um dilúvio que irá praticamente destruir o planeta. Uma das principais polêmicas em relação a esse filme está no protagonista vivido pelo ator Russell Crowe.

O Noé do filme apresenta ao público dois lados, duas personalidades, uma é a de um pai amoroso que se dedica a sua família e é temente Deus, sendo escolhido por Deus para realizar o grande trabalho da construção da arca. Já a outra personalidade é um homem desequilibrado que é cegado pela sua fé e pela incumbência que recebeu.

Em certo momento a mensagem já não faz mais tanto sentido se aplicado a realidade, mas ainda assim Noé não deixa de segui-la a risca. A história da construção da arca é mostrada de uma forma nunca vista no cinema antes e isso também é um atrativo para levar expectadores para esse filme.

Assistindo a Filmes Bíblicos

Depois de conferir essa lista de filmes bíblicos você já pode começar a considerar escolher um título inspirado na Bíblia para assistir. A Bíblia é também um livro de histórias que pode entreter alguns dos seus momentos de folga.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Filmes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário