Como Ser um Bom Estagiário

Estagiários geralmente são estudantes em início de carreira e produtividade, ávidos por experiências e aprendizados práticos em suas áreas de estudo. Em muitos casos, só começam a estimular o senso crítico e a tomarem decisões importantes, apenas quando estão estagiando. Com o tempo, o estágio foi se firmando como opção de trabalho, fonte de renda fixa, e primordial para o custeio de cursos e despesas relacionadas, com isso surgiram as expressões “estágio obrigatório” e “estágio não obrigatório” (substituíram “curriculares” e “não curriculares”). O estágio “não obrigatório” é opcional, mas é mais vantajoso, pois compreende novas e diferentes oportunidades e formas de atuação (fora das características das disciplinas) em qualquer período do curso, e de acordo com a dinâmica dos projetos disciplinares e de extensão. O “estágio obrigatório” compreende o projeto pedagógico do curso, no qual tem a carga horária como requisito para aprovação e obtenção do diploma. Todo estágio deve ser supervisionado, e obrigatoriamente contar com a presença constante dos professores, pois deve haver comprometimento com as avaliações, com os planos de ensino e objetivos da disciplina. Há casos de exploração, por ser uma mão de obra barata e pela fragilidade financeira dos estudantes, mas toda mão de obra tem que ser remunerada de forma justa, assim como todo ensino tem que ser pleno. Geralmente, os contratos são firmados com interferência direta das respectivas instituições de ensino, pois algumas oferecem estágios obrigatórios, concebidos como disciplinas (dentro da grade curricular), com complementação e de forma integrada. O estágio faz a ponte entre teoria e prática, uma depende da outra, caso contrário, o acesso ao mercado de trabalho se complica. Na nossa legislação não configura relação de emprego, sendo assim, estagiários não possuem todos os direitos trabalhistas, mas devem receber uma bolsa (podendo receber também comissões, horas extras e ajuda de custo), devem cumprir uma carga horária definida/combinada antecipadamente, e devem ter 30 dias remunerados de férias (após um ano no estágio). De acordo com a aprovação da Lei no. 11.788/2008, de 25 de setembro de 2008, os estudantes podem estagiar em qualquer entidade que atenda as seguintes exigências: Pessoas jurídicas de direito privado; Profissionais liberais de nível superior registrados em seus respectivos conselhos de fiscalização profissional.

Como Ser um Bom Estagiário

Como Ser um Bom Estagiário

Jornada de Trabalho 

  • A jornada de atividade não deve ultrapassar 6 (seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais (no caso de estudantes do ensino superior);
  • No estágio relativo a cursos que alternam teoria e prática, nos períodos sem aulas presenciais, a jornada poderá ser de até 40 (quarenta) horas semanais desde que esteja previsto no projeto pedagógico do curso e da instituição;
  • No período de provas, a carga horária deve ser reduzida pela metade, para garantir um melhor desempenho e;
  • O estágio não pode durar mais de 2 (dois) anos, exceto quando se trata de um portador de deficiência; Após 1 (um) ano de estágio, é concedido 30 dias de recesso remunerado, de preferência no períodos de férias estudantis. Atualmente, um/a estagiário/a precisa ter diversas qualidades e comportamentos que demonstrem seu potencial para construir uma carreira linear e bem sucedida, e a maioria das oportunidades do mercado nascem de indicações e recomendações de colegas e amigos. Para quem procura o primeiro emprego, redes sociais são boas vitrines, pois além de habilidades técnicas, as empresas buscam jovens antenados e participativos nas questões sociais que ocorrem no mundo.

Dicas Para Ser um Bom Estagiário 

  • Ser criterioso/a para conhecer e eleger uma empresa que haja identificação;
  • Ser antenado/a para consequentemente ter senso crítico, pois quanto mais se sabe, mais se tem vontade de debater, conversar, trocar ideias e contribuir com algo;
  • Ser conectado/a e usar as redes sociais positivamente, atualizando sempre interesses, conhecimentos, atividades e aprendizados;
  • Ter visão e conhecimento global;
  • Ter profundo conhecimento técnico;
  • Ter conhecimentos atualizados em informática;
  • Dominar outros idiomas;
  • Ter coerências nas atitudes reais e virtuais, não inventando qualidades/habilidades inexistentes;
  • Estar sempre disposto/a para aprender e colaborar, pois estágio abre muitas portais profissionais, portanto, expor sempre opiniões e conhecimentos relevantes;
  • Sempre demonstrar motivação, escrever bastante, criar alguma página virtual (blog / site / comunidade) para expor e trocar ideias sobre o respectivo ramo de trabalho;
  • Criar um diferencial e saber divulgá-lo para o mercado;
  • Buscar sempre reciclagem de aprendizados e renovação de técnicas;
  • Independente da função, ter iniciativa de ajudar colegas de outros setores se preciso;
  • Não reclamar (não encarar como abuso) se passar da hora de ir embora (hora extra);
  • Caso haja dúvidas sobre comportamento e ações, identificar um funcionário mais antigo e admirado pela maioria para se espelhar e ter como modelo;
  • Observar para aprender o máximo que puder;
  • Não ser apenas mais um(a), não se acomodar, fazer a diferença, fazer por merecer e ser notado/a;
  • Não se isolar, conversar, trocar ideias e garantir um clima divertido e agradável;
  • Ter educação e manter um bom relacionamento com todos;
  • Ser cordial, simpático/a e receptivo/a;
Dicas Para Ser um Bom Estagiário

Dicas Para Ser um Bom Estagiário

  • Prestar atenção em tudo e quando surgir dúvidas, não ter vergonha de expor;
  • Mostrar iniciativa e interesse pelas atividades gerais e apresentar sugestões;
  • Ao expor ideias e opiniões, ter clareza e objetividade;
  • Encarar críticas e observações como ensinamento e tirar o melhor delas;
  • Quando finalizar uma tarefa, revisar ou se certificar que está tudo correto ou que não falta nada;
  • Ao cometer um erro, admitir e corrigir e aprender para não repetir;
  • Ao prometer algo, cumpra, caso não possa, seja sincero;
  • Zelar pelos bens materiais e pela imagem da empresa;
  • Aperfeiçoar constantemente a comunicação oral e escrita;
  • Ser flexível e criativo/a;
  • Saber o que quer e aonde quer chegar, decidir a área que quer seguir, fazer a junção dos objetivos com as possibilidades existentes;
  • Ter disciplina, ser organizado/a e pontual;
  • Se antecipar e planejar;
  • Criar seu próprio estilo sem arrogância e prepotência;
  • Usar roupas e calçados apropriados com o respectivo ambiente de trabalho, evitar extravagâncias e apostar em peças clássicas e básicas;
  • Ser limpo/a e organizado/a com roupas, equipamentos, documentos;
  • Se manter sempre disponível;
  • Dar satisfação para orientadores e superiores, checar e responder qualquer mensagem e e-mail que receber e retornar ligações;
  • Evitar que problemas pessoais interfiram nas atividades profissionais e;
  • Ser simpático/a mas sem bajulações.

As empresas deixaram de ser locais para aprendizagem de estudantes, pois elas buscam pessoas dinâmicas e preparadas para interações diversificadas, e que contribuam efetivamente com o sucesso de todos.

por Lucila Helena Farias

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Cultura

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário