Armas Biológicas: As Mais Eficazes e Temidas Armas

Desde o começo da existência do homem ele vem desenvolvendo novas armas, sempre tentando aprimorá-las. O homem criava armas na antiguidade para se defender dos animais, mas nos dias de hoje elas são criadas por ele para se defender dele mesmo. Existem as armas biológicas, armas químicas, armas nucleares, armas de fogo, todas foram criadas pelo ser humano e são altamente perigosas, em mãos erradas pode causar uma catástrofe.

Armas Biológicas: As Mais Eficazes e Temidas Armas

Armas Biológicas: As Mais Eficazes e Temidas Armas

O Que São Armas Biológicas?

Este é uma arma que é a responsável em espalhar vírus, bactérias, fungos e toxinas, que são capazes de infectar um grande número de pessoas ao mesmo tempo. Nos registros históricos podemos ver que desde o século 14 há alguns registros de manipulação desses agentes infecciosos, na intenção de contaminar os seus inimigos, mas na época os métodos usados não eram muito eficazes, pois eles usavam corpos, cadáveres contaminados para contaminar os inimigos, colocando-os nos reservatórios de água ou eles contaminavam as pontas das flechas para poderem atingir seus inimigos. Ainda hoje, em pequenos atos terroristas, podemos encontrar essas correspondências infecciosas.

Essas substâncias infecciosas podem ser fabricadas em laboratórios ou podem ser usadas as que já existem, transformando-as em perigosas armas, misturando diversas doenças. São usadas doenças mortais, que não possuem cura, na fabricação dessas armas para que o indivíduo não tenha qualquer chance de sobrevivência.

Fazer uma arma química eficaz se torna um ato quase impossível sem a pessoa ter um preparo científico-militar, por isso o ataque com esse tipo de arma só pode ser provocado em grandes guerras ou em um ataque terrorista, em que eles são treinados por governos que possuem esse tipo de tecnologia.

Felizmente até hoje não foi registrado qualquer desastre desse tipo, pois quem souber fazer uma bomba dessa e souber manipulá-la pode causar uma grande catástrofe, um grande ataque em massa. Outro fator importante é que depois dessa arma biológica ter sido lançada e infectada que seja uma pessoa, dependendo do agente de que ele foi feita essa arma, ela pode transmitir para outros indivíduos causando uma enorme epidemia, aumentando ainda mais seu grau devastador.

As armas biológicas são muito temidas, mais até que as armas químicas, que usam substâncias químicas. As duas possuem algumas características em comum como: destruição em massa, podem ser espalhadas sem uma explosão e não danificam infra estrutura física. Comparando, 100 quilos de arma biológica poderia matar 3 milhões de pessoas, já uma tonelada de gás de arma química poderia matar 8 mil pessoas.

O Que São Armas Biológicas?

O Que São Armas Biológicas?

Convenção Sobre As Armas Biológicas

Para evitar que essa arma não seja utilizada com propósitos militares, cerca de 140 países se juntaram e assinaram um acordo, no ano de 1972, em uma convenção internacional que proibia fabricação dessas armas. O problema é que este acordo que foi assinado pelos países apenas era uma espécie de carta de intenção, então não há qualquer penalidade para quem o infringir. Mas nesta convenção está falando que os países não podem fabricar armas biológicas, mas não está falando nada que eles não podem usá-las. Mesmo com esse  tratado alguns país fabricam essa arma escondido.

Doenças Usadas Na Fabricação De Armas Biológicas

Algumas Doenças Usadas Para a Fabricação De Armas Biológica São:

  • Varíola
  • Ebola
  • Peste Bubônica
  • Antraz
  • Febre Tifóide
  • Toxina t-2
  • Toxina Botulínica
  • Bioterrorismo.

Tipos Mais Conhecido De Armas Biológicas:

  • Bacillus anthracis: Ela causa uma doença que é denominada carbúnculo.
  • Clostridium botulinum: As substâncias dessa arma podem ser encontradas na água e nos alimentos.
  • Orthopoxvirus: Carrega o vírus da varíola
  • Ébola: Febre infecciosa hemorrágica.

Guerra Biológica

Antigamente, na Idade Média, eram usados esses microrganismos vivos para poder contaminar e deixar incapazes os seus adversários. Eram colocados corpos em decomposição contaminados dentro dos tanques de água para que infectasse toda aquela população ou eles arremessavam cadáveres contaminados com algum tipo de doença como varíola e peste bubônica para infectar a população inimiga. Eles usavam catapultas para arremessar os corpos dentro das muralhas e fortalezas.

O único uso dessa arma que foi documentado foi o ataque do Japão contra a China. Isso aconteceu entre os anos de 1930 e 1940, em que o exército imperial japonês possuía uma base de pesquisa secreta que fabricava armas biológicas que era denominado como Unidade 731. Com isso, eles a usaram no ataque contra os chineses. Neste desastre foram constatadas mais de dez mil mortes, pelo menos onze cidades da China foram infectadas, tendo sua água e seus alimentos contaminados, mas alguns japoneses também morreram com essas doenças.

Ataque

O ataque aéreo pode ser um dos jeitos mais eficientes de se fazer um ataque com arma biológica. A substância infecciosa deve ser pulverizada aereamente por um spray, infectando todos que estejam no local contaminado. Os inimigos podem também infectar animas como vacas que servem de alimentos para o ser humano com a alimentação. Os ataque podem ocorrer pela água, ar e alimentos.

Arma Biológica

Para que essas doenças possam se tornar uma arma é necessário que elas passem por laboratórios e sejam modificadas para que possam suportar altas ou baixas temperaturas, a falta de água e permaneçam vivas para poder infectar.

Consequências Ambientais

Com o uso dessa arma, dependendo de onde ela for colocada, pode não matar apenas seres humanos, mas também animas, além de que aquele local ficou contaminado deixando impossibilitada a presença do homem. Em uma ilha da Escócia que foi local para experiências dessa arma durante a Segunda Guerra mundial foram necessários quatro anos para a total desinfecção do local.

Cura Para Armas Biológicas

Se a pessoa for infectada pela respiração, não existe um remédio para cura e nada pode salvar essa pessoa. Mesmo assim é muito importante medicar as pessoas com antibióticos para poder inibir as bactérias que ainda estão nos estágios iniciais da contaminação. Existe uma vacina contra a antraz, mas ela precisa ser aplicada antes da contaminação e custa muito caro, além de poder ter efeitos colaterais muito fortes.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Ciência

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário