Elefantes Pigmeus: Características Gerais

Diversas autoridades da Malásia oferecem mais de US$ 16 mil (o equivalente a R$ 33 mil) em uma recompensa por informações que possam revelar todos os responsáveis pelo envenenamento de mais de 14 elefantes pigmeus que foram mortos em janeiro.

Um dos pequenos órfãos, após a morte de todos os animais, é um filhote que tem apenas três meses de idade. E Joe, como é chamada no parque que vive, vem cada vez mais recebendo cuidados especiais e ainda alimentação para cada duas horas.

Com isto o ministro do Meio Ambiente, Masidi Manjun, declarou no mês de janeiro que iria agir caso fosse provado que os animais foram envenenados depois dos vários exames toxicológicos que deverão ser realizados nos animais.

http://www.youtube.com/watch?v=JfWnwtGA8hY

Os pobres elefantes foram envenenados de forma cruel, e ele diz que iria se certificar de que todos estes culpados pudessem ser julgados e ainda pagar por todos os seus crimes.

A situação é tão grave principalmente pelo fato de que o animal é considerado praticamente em extinção, existem menos de dois mil elefantes pigmeus em Bornéu, que são considerados os menores e tem um formato mais arredondado se forem comparados aos elefantes asiáticos normais.

Os ativistas ainda alertam para a rápida perda de seu habitat natural devido a todo o seu desmatamento e ainda á invasão humana em Bornéu, uma ilha que fica dividida entre a Malásia e a Indonésia e o Brunei.

Conheça um Pouco do que Aconteceu

De acordo com a BBC Brasil dez elefantes pigmeus, uma espécie que é considerada ameaçada, foram encontrados mortos em uma reserva na Malásia. E ainda as autoridades afirmaram que eles poderiam ter sido envenenados de forma criminosa.

Estes animais sofreram uma forte hemorragia interna e seus corpos foram encontrados aos poucos em um espaço de apenas três semanas. Os corpos de quatro elefantes foram encontrados e dois dias depois as autoridades encontraram outros quatro, sendo que alguns estavam mortos e outros já estavam em estado grave, falecendo.

Os elefantes que faleceram tinham uma idade equivalente a 20 anos e provavelmente seriam todos de um mesmo grupo familiar.

Com isto foi bastante triste se ver todos os elefantes mortos, principalmente uma das fêmeas que tinha um filhote muito pequeno, que tinha três meses de idade, e o filhote parecida que estava tentando acordar a sua mãe morta.

Os primeiros animais mortos estavam em carcaças em estado avançado de decomposição e foram encontrados no começo de janeiro, vale acreditar que todas as mortes dos elefantes não deverão estar relacionadas.

A Venda de Presas de Animais

Os animais mortos foram encontrados ainda com as presas que provavelmente depois seriam retiradas, e nenhum deles apresentava ferimentos de bala. Diversas amostras do corpo dos animais foram encaminhadas para serem analisadas, porém segundo os pesquisadores, estava evidente no sistema digestivo dos elefantes o envenenamento, levando as autoridades a se preocuparem bastante com a situação. Os exames ainda deverão confirmar se os animais realmente foram envenenados ou não de forma deliberamente.

O Ministro do Meio Ambiente de Sabah, citou que se estes animais foram realmente envenenados de forma intencional, irá garantir de forma pessoal que os responsáveis possam ser levados á justiça pagando por todos os seus crimes.

Conheça um Pouco Mais Sobre o Elefante Pigmeu

Os elefantes pigmeus são membros pré históricos considerados da ordem dos Proboscidea estes que por sua especialização puderam evoluir até atingir uma fração de tamanho dos seus parentes mais modernos, porém com características genéticas um pouco diferentes. O Nanismo insular é um processo biológico que acontece com estes animais, onde o tamanho dos animais isolados em uma ilha diminui bastante com o passar das gerações, como resposta de o cruzamento de animais de uma mesma família por exemplo.

Elefantes Comuns

O elefante é um animal de grande porte, onde atualmente existem três espécies, duas africanas a uma asiática. Existem ainda os mamutes que hoje já são extintos. Recentemente se acreditava que existiam apenas elefantes de duas espécies vivas, o eles eram o  elefante-africano e o elefante-asiático, uma espécie um pouco menor. Porém depois de uma série de estudos realizados com o DNA foram constatadas duas espécies africanas como a Loxodonta africana, da savana, e Loxodonta cyclotis, estes que viviam nas florestas. Os elefantes são considerados os maiores animais terrestres da atualidade, levando em conta a sua proporção de tamanho, pesa até 12 toneladas e mede um equivalente a 4 meetros de altura. As suas características mais comuns são as suas presas de marfim.

Características Gerais

Os elefantes são animais herbívoros e somente se alimentam de ervas, gramíneas e ainda frutas e folhas de árvores. Com todo o seu tamanho, é possível que um elefante adulto ingira em torno de 70 a 150 kg de alimentos por dia. Já as fêmeas vivem em manadas que possuem entre 10 a 15 animais, lideradas sempre por uma matriarca, são compostas por várias reprodutoras e crias de várias idades. Seu período de gestação é longo, podendo ser entre 20 a 22 meses. Desta forma como o desenvolvimento do animal, que leva anos para atingir a sua idade adulta, um filhote pode nascer com até 90 kg. E os machos adolescentes costumam viver em pequenos bandos e os machos adultos isolados, se encontrando com as fêmeas apenas para os períodos reprodutivos.

Devido ao seu grande porte, os elefantes contam com poucos predadores. E ainda exercem uma forte influência sobre os outros animais da savana, mantendo árvores e ainda arbustos sob seu controle, permitindo que as pastagens possam fazer parte do ambiente. Eles tem uma vivência de até 60 anos e morrem quando os seus molares caem, este é um momento onde ele não conseguem mais se alimentar de plantas.

Os elefantes africanos são maiores que as variedades asiáticas, contam com orelhas desenvolvidas, uma adaptação que permite que se liberte calor em condições de altas temperaturas. Outras diferenças importantes é a ausência de presas de marfim nos elefantes asiáticos.

Durante toda a época de acasalamento existe o aumento da produção de testosterona o que deixa os animais agressivos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Mamíferos

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário